Rapariga em linha férrea

Criar uma marca pessoal é fazer com que a sua presença seja notada. Empresas como a Coca Cola, McDonalds e Apple são marcas populares por todo o mundo, mas o branding não é apenas para grandes empresas.

Desenvolver uma marca pessoal é uma parte importante para decidir como quer ser conhecido no seu mercado e na vida. Em baixo estão quatro passos importantes que pode tomar para criar a sua marca pessoal hoje.

Defina os seus objetivos

Cada pessoa tem a sua razão para criar uma marca pessoal. Comece por decidir porque é que isto é importante para si, quer seja ter melhores oportunidade de emprego, melhores contactos para uma empresa que esteja a criar, reconhecimento na sua indústria, ou simplesmente uma rede de pessoas conhecidas (network) mais abrangente.

Após saber que tipo de objetivo quer perseguir, terá uma melhor ideia de como criar o tipo de marca pessoal que quer criar.

A sua marca pessoal deve estar ligada com a sua visão pessoal e vida, porque só você pode decidir o que quer da sua vida. Enquanto que o seu futuro não está pre-destinado a acontecer duma determinada maneira, ao saber os seus objetivos, estará mais apto(a) a chegar onde precisa.

Saiba os seus valores e paixões

Criar a sua marca pessoal não significa entrar no papel duma personagem que tem de viver para o resto da vida. Em vez disso, crie um palco no qual possa expressar o seu verdadeiro eu. Para fazer isto, saiba quais são os seus valores e paixões. Alguns valores comuns são a família, laços com a comunidade, ambição e dar&partilhar. Faça uma lista daquilo que é importante para si, por prioridades.

Depois tome nota das suas paixões. O que gosta de fazer? O que o faz sair da cama e querer aproveitar o dia? Que causas são importantes para si?

Combinar os seus valores e paixões irá ajudar a decidir o tipo de pessoa que quer ser e a criar uma infraestrutura para a sua marca pessoal.

Reveja a sua presença nas redes sociais

Tudo o que está online pode ser visto. Faça uma revisão da sua presença nas plataformas sociais para verificar se está em linha de como se quer apresentar ao mundo. Se ao criar a sua marca pessoal passar a imagem duma pessoa profissional, consultor ou que quer subir na empresa, remova imagens de bebedeiras, festas académicas pirosas ou eventos desportivos rascos.

Ainda assim, não tem de se cingir apenas a uma imagem estritamente corporativa. Se está à procura de se posicionar como um inovador ou um rebelde sofisticado, certifique-se que a sua presença nas redes sociais é consistente com estas imagens. Pense quem quer ser no mundo, e oriente a sua identidade online para estar em conformidade com ela.

A sua presença “social” deve considerar os seguintes elementos:

  • Decidir em que redes sociais estar. Se os dados demográficos dum público-alvo são melhores para ajudar a alcançar os seus objetivos, concentre os seus esforços lá.
  • Tome cuidado com as imagens que usa. As suas imagens devem refletir o tipo de personalidade que quer passar com a sua marca, devendo ser consistentes em todas as suas contas para dar uma imagem coesa do todo.
  • Tenha elevados padrões de qualidade. Partilhar o conteúdo dos outros é uma boa forma de fazer com que a sua marca pessoal seja reparada por líderes de opinião, mas apenas se partilhar conteúdo de qualidade. Tudo o que for colocado em público pode ser considerado parte da sua marca pessoal, portanto reveja as coisas antes de clicar no botão “Publicar”.

Ganhe mais exposição

Há várias formas de obter mais exposição. Tenha um website pessoal que pareça profissional, como o meu, um blog e uma presença nas redes sociais onde partilha a sua visão e paixão com o mundo. Aborde aqueles que partilham os mesmos interesses e faça-se amigo dos líderes de opinião e influenciadores que podem ajudar a partilhar a sua marca com os seus seguidores.

Junte-se a associações, organizações, vá a eventos de negócios e da comunidade local, ou mesmo eventos desportidos. Não fique à espera sentado(a) na cadeirinha a pensar que os outros vão tomar conta de si. A responsabilidade está em cada um de nós para fazer com que as coisas aconteçam.

Pode ganhar mais exposição com os media, especialmente se for a nível nacional. Isto pode obrigar a conhecer as pessoas certas e fazer as coisas certas, mas as oportunidades que daí podem resultar poderão ser muito boas.

Criar a sua marca pessoal não é fingir que é alguém que não é. É saber quem de todo você é e trazer o melhor de si, dando-se a conhecer ao mundo. Faça isto de forma propositada e pensada, e com olho no horizonte para chegar a mais oportunidades, desde que alinhadas com a sua visão para a vida. Isto irá ajudar a criar o tipo de marca pessoal que o levará a alcançar feitos que não pensaria possíveis.

Template oferta design logotipo v2 - Como criar uma marca pessoal
Design logótipo
Logótipos para empresas
a partir de €200

Gostou do artigo?

Receba conteúdo de marketing e ferramentas para aumentar as vendas e crescer a sua empresa.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment