Ilustração vetorial de mãos em computadores e móveis

Conceber um plano de social media marketing para empresas não é pêra doce. Muitas vezes os esforços que investem nas redes sociais são poucos ou mal concebidos. Elas podem ter grandes ideias, mas não sabem que direção tomar nem como as executar.

Estas ideias deverão ser desenlaçadas num plano concreto que possa ajudar uma empresa a alcançar os seus objetivos, de forma a poder (a longo prazo) ter um retorno dos esforços investidos.

Para criar um plano de marketing para as redes sociais:

#1 Crie objetivos SMART

Os seus objetivos devem ser S.M.A.R.T. (specific, measurable, achievable, relevant, tangible), ou seja, específicos, mensuráveis, alcançáveis e relevantes.

Não é só dizer “quero maior perceção da minha marca” ou “quero mais tráfego para o meu website”. Conquanto que criar perceção da marca e aumentar o tráfego para o seu website são boas ações a tomar, os objetivos devem ser específicos e mensuráveis.

Para perceção de marca, o objetivo poderia ser ganhar fãs ou seguidores, de forma orgânica, um aumento de 30%, até ao final do ano.

Para aumento de tráfego, o objetivo poderia ser adquirir 3000 visitantes únicos, a mais, por mês, que resultariam num aumento de 15% em conversões no espaço de seis meses.

#2 Avalie onde está agora

Olhe para os seus pés e veja onde está assente. É importante perceber em que situação se encontra a nível da sua presença online, neste momento.

Isto inclui bens como: websites, landing pages (páginas de destino), tráfego atual e a sua analítica de redes sociais. Assim poderá fazer uma análise das suas forças, oportunidades onde melhorar e como usar isso para atingir os seus objetivos.

Por exemplo, se o seu blog deixa algo a desejar a nível de apelo estético e qualidade de conteúdos, e se o seu objetivo é melhorar o seu posicionamento orgânico e fazer com que as pessoas queiram ler o seu conteúdo, então uma boa oportunidade será redesenhar o seu blog com bons conteúdos e bom design.

#3 Quem é o seu público-alvo?

Antes de falar para as pessoas, convém saber quem é que elas são. Quem é o seu público-alvo, a sua persona?

Determina o seu público com base em dados demográficos, tais como idade, sexo, salário; dados psicográficos, tais como comportamento, interesses, crenças; e dados geográficos, como localização.

Crie a sua mensagem orientada para estas pessoas, para as cativar e intrigar mais facilmente para com a sua marca. Assim saberá o tipo de linguagem e conteúdo que pode criar e partilhar para elas.

#4 Use estratégias e táticas específicas

Assinale estratégias e táticas que pode usar baseado nos objetivos que tem. Por exemplo, se o objetivo é ganhar mais top of mind ou perceção da marca no YouTube, uma estratégia seria abordar pessoas influentes nessa rede social; e uma tática seria pesquisar o YouTube por certas palavras-chave ou saber que pessoas importantes estão a seguir os seus concorrentes.

Determine a autoridade social para perceber quem tem maiores níveis de interação social para com o público-alvo deles, e aborde-os, inicie um relacionamento onde possam beneficiar ambas as partes.

#5 Comprometa-se a fazer, e faça

Que atividades poderá fazer com os seus colaboradores, e que atividades terá (ou deverá) contratar externamente?

Por exemplo, talvez queira criar e colocar o seu próprio conteúdo para publicar como posts no Facebook, mas precisa de alguém especialista em anúncios, landing pages e funis para aumentar as conversões, e consequentemente, as suas vendas.

Aborde uma agência, explique os seus objetivos e determine se o poderão ajudar a alcançá-los. Pergunte o que está incluído, ou não está incluído, para não ter surpresas. Se precisar da nossa ajuda, contacte-nos e falamos um bocadinho.

#6 Saiba como irá medir os resultados

Uma das minhas frases favoritas é nunca investir sem medir.

[bctt tweet =”nunca investir sem medir”]

Os seus esforços deverão criar um retorno a longo prazo, senão mais valia nem começar. Nem sempre isto é fácil de medir, aliás, é tecnicamente difícil de medir, porque deve-se analisar as coisas a médio e longo prazo e não querer satisfação instantânea.

Use URLs que permitam rastrear os seus links, para saber de onde é que vem tráfego, algo que pode analisar na sua analítica preferida (ex.: Google Analytics). Assim poderá descortinar de que sites ou redes sociais as pessoas visitam mais o seu website, compram ou contactam.

Conclusão

Cada plano de sucesso começa com uma infraestrutura bem definida, para a casa não cair depois de estar construída.

Organize os seus objetivos e coisas que tem de fazer para que possa chegar onde quer chegar. Use estas dicas como um ponto base para o ajudar a criar um plano de marketing para as redes sociais, facilmente.

Gostou do artigo?

Receba conteúdo de marketing e ferramentas para aumentar as vendas e crescer a sua empresa.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.