Plano close-up de mulher a tirar notas num bloco

Como criar um plano de branding?

Tanto pequenas, como médias e grandes empresas, todas estão conscientes da importância do branding. Contudo onde a falta de desenvolvimento da marca parece estar a falhar mais é nas empresas mais pequenas. Um erro comum das empresas é pensar que: para “o desenvolvimento da minha marca” é preciso muito dinheiro para investir.

Ainda bem, pois eu estou aqui para lhe dizer que isso não poderia estar mais longe da verdade. Nem todas as empresas precisam de uma campanha publicitária de grande porte como a Coca-Cola para se destacar e ser reconhecida. Depois de falar com vários proprietários de pequenas empresas sobre o seu desenvolvimento de branding, uma coisa ficou clara: eles perderam de vista quais os elementos chave por trás da sua estratégia de desenvolvimento de branding. Enquanto os elementos chave pareciam tão simples para eles, em retrospectiva, todos eles concordaram, que tinham esquecido estas ideias simples, mas imprescindíveis ao longo do tempo.

Foi então que eu elaborei um curso rápido sobre os conceitos básicos por trás do desenvolvimento da marca. Vamos começar com o ponto n.º 1.

Ponto n º 1: Quem é a sua empresa/negócio?

Soa como uma pergunta fácil, não é? Mas é só começar a aprofundar o que a sua empresa realmente é e o que faz, e de repente começa-se a aperceber que é uma tarefa mais complexa do que aquela que imaginou. O que torna ainda mais difícil é que o negócio que começou já evoluiu para algo completamente diferente. A evolução é uma parte natural do negócio e precisa ser comemorada, mas com cada evolução deve se certificar de que a sua marca, também reflete as mudanças que a sua empresa está a fazer.

Resumindo, é importante saber o que a sua marca representa e então claramente demonstrar ou informar as pessoas sobre isso. Ao saber o que a sua marca representa, ajuda-o a ter uma boa compreensão da mesma. A única maneira de ter um bom entendimento da sua marca, é saber o que ela representa.

Ponto n.º 2: Quem é o seu público-alvo?

Ao criar uma marca, tem que pensar quem é o seu público-alvo (“todos” não é uma resposta aceitável). Que soluções oferece para o seu público-alvo e com que desafios? É uma boa ideia analisar e criar o que nós gostamos de chamar de “perfil de cliente perfeito”. Quem são eles? Quais são eles? Onde eles vivem? Qual é a sua história? Quantos anos eles têm? Qual é a sua formação?

Modele a sua marca para se adequar “ao perfil de cliente perfeito”. Se achar que a sua marca irá adequar-se a mais do que um tipo de perfil, crie um segundo perfil, terceiro ou quarto, se for necessário. Pense como cada perfil que cria pode ser desenhado para a sua marca por um motivo diferente. Talvez o perfil 2 tenha um benefício para a sua empresa, que é diferente do que o benefício do perfil 4.

O objectivo é que perceba quem estará interessado na sua marca. Uma vez encontrado o seu público-alvo, pode começar a trabalhar nas suas campanhas de marketing. Vai conseguir criar mensagens direcionadas para o seu público-alvo, que tipo de media eles preferem, a sua possível interação na media social e muito mais (descubra como pode melhorar e adequar os seus esforços de media social aqui meter link para onde falas das redes sociais). Também vai saber que elementos da sua marca mostrar para quem e de que maneira. Vai demorar até descobrir o que funciona e o que não funciona para cada perfil, mas enquanto trabalha nisto, vai acabar por descobrir o que funciona, e para quem funciona.

Ponto n.º 3: Porque é que eles devem querer saber de si?

Você conhece a sua empresa melhor do que ninguém, sabe quem quer os seus produtos ou serviços. Agora, aqui vai a peça final do quebra-cabeças que faltava: por que eles vão escolher o seu produto ou serviço em vez do dos seus concorrentes? Estude e analise, o que motiva cada perfil de publico-alvo a comprar a si e não aos seus concorrentes. Para cada perfil, pense e tome nota de tantos quantos se lembrar de “motivadores da compra”. Estes são importantes, pois eles devem estar no centro de cada mensagem que você enviar a este grupo particular de “perfil do cliente perfeito”.

Ponto n.º 4: Medir, Analisar e Testar

A única maneira de saber se a sua mensagem de branding está a funcionar ou não, é medir os resultados de todos os esforços de branding para cada perfil. Não vai ser uma tarefa fácil, e poderá levar anos para dominar. Mas vai valer a pena, pois o seu negócio vai fazer frente à sua concorrência e vai ter um maior retorno sob investimento.

CONCLUSÃO

  • Defina a sua empresa;
  • Saiba quem é o seu público-alvo;
  • Descubra as necessidades dos seus clientes;
  • Aprenda a resolver os problemas dos seus clientes;
  • Teste sempre os resultados.

Precisa de Ajuda?

Se desenvolvimento de branding é um assunto que lhe desperta algum interesse, mas está com problemas em começar, contacte-nos hoje para agendar a sua análise de marketing.

logotipo sauzza3 - Crie um plano de branding para o seu negócio
Logótipo
Design logótipo profissional
a partir de €200

Gostou do artigo?

Receba conteúdo de marketing e ferramentas para aumentar as vendas e crescer a sua empresa.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment