Como promover um blog por email

O email marketing é muito eficaz e ter uma lista de emails é altamente recomendado. Se ainda não tem uma lista, vá captar dados e criar uma.

Uma das razões pelas quais gosto do email vem da suposição de que a sua audiência presta menos atenção ao seu conteúdo do que aquilo que você pensa.

Esta é uma das razões pelas quais se pode – e deve – repetir conteúdo nas redes sociais, e porque deve enviar email aos seus fãs para os notificar quando colocar um novo artigo no seu blog.

Crie uma lista de emails o quanto antes

Crie uma lista de emails o quanto antes

Não deve esperar que a sua audiência venha à procura do seu novo conteúdo, até porque eles têm um número infindável de outros websites que podem ir para consumir conteúdo: porque é que haveriam de vir ter ao seu?

Assim, recomendo enviar um email para a sua lista de cada vez que publicar um novo artigo ou um novo conteúdo, para colocar esse conteúdo à frente deles, sem que tenham de ter o trabalho de o ir procurar.

[bctt tweet=”Dê à sua audiência uma maneira fácil de se manter a par do seu conteúdo”]

E isto é uma boa promoção por email, que é apresentar à sua audiência a maneira mais fácil de aceder ao seu conteúdo.

Vou mostrar três passos para promover o seu blog por email:

  1. Criar a sua lista de emails;
  2. Agendamento de emails;
  3. Otimização do conteúdo dos emails.

1. Crie a sua lista de emails

Uma boa estratégia de email não funciona se não tiver uma lista de pessoas com endereços de email: lógico, certo?

Um endereço de email válido é um bem cada vez mais valioso no marketing digital, portanto esteja pronto(a) para arregaçar as mangas e criar a sua lista de emails, porque vale bem a pena.

Dê uma olhada no seu website e conte o número de oportunidades que alguém tem para colocar o seu endereço de email. Se não há pelo menos uma, então está em apuros.

No nosso website temos 4 formas de captar emails dos visitantes: formulário de contacto, no final dum artigo, em popup (não invasivo) ou numa landing page dos ebooks que oferecemos.

Formulário de contacto

Formulário de contacto com opção de subscrição newsletter

Nos seus formulários de contacto coloque opção para subscrição na newsletter

Final de artigo

Final de artigo subscrição newsletter

No final do artigo coloque opção para subscrição de newsletter

Popup

Popup de subscrição de newsletter

Uma popup não invasiva é uma boa forma de captar emails

Landing page

Landing pages são ideias para captar dados dos visitantres

Landing pages são ideias para captar dados dos visitantes. Veja esta landing page aqui.

Existem outras formas de ficar com o email e informação do visitante, como caixas de subscrição na barra lateral dum blog, no meio do artigo e outros.

Vá a alguns dos seus sites favoritos (como o nosso 🙂 e veja como é que eles captam os emails dos visitantes. Tudo isto indica o valor de ter endereços de email numa lista.

É claro que não deve estar à espera que as pessoas dêem o email delas assim sem mais nem menos: deve haver uma vantagem para a pessoa dar o seu email em troca de alguma coisa.

Por exemplo, nesta landing page (página de destino) oferecemos ao visitante um ebook gratuito em troca dos dados dele.

Formulário duma landing page

Ofereça algo em troca dos dados do seu visitante

Que tipo de conteúdo premium tem no seu website para oferecer aos utilizadores? se tem um blog, junte o seu conhecimento num ebook, coloque numa landing page e peça o email ao visitante em troca do seu conteúdo.

Se tem um site e-commerce, ofereça descontos exclusivos para as pessoas na sua lista de emails. Qualquer que seja o seu site, pense em formas de incentivar os visitantes em lhe dar os seus endereços de email. É assim que cria a sua lista de emails.

2. Agendamento de emails

Fazer com que as pessoas lhes dêem o seu email é o primeiro passo.

A partir daí, é necessário saber o que fazer com estes emails. Já que o objetivo deste artigo é promover o seu blog por email, é isto que vamos fazer.

Não lhes envie emails muito frequentemente, ou irá perder subscritores, ou ser ignorado. Mas se não lhes enviar emails suficientes, estará a perder oportunidades de interação com eles.

Na nossa agência enviamos um email de cada vez que publicamos um artigo. Os artigos são de alta qualidade e ajudam os nossos leitores, por isso, eles não se sentem incomodados.

Exemplo de newsletter com notificação de artigo

Exemplo de newsletter com notificação de artigo

De vez em quando enviamos algum email promocional, mas regra geral, são os emails de notificação (de cada vez que um artigo é publicado) que os nossos subscritores recebem mais frequentemente.

Este tipo de emails são emails RSS feed, enviados automaticamente pelo gestor de emails que usamos. Está agendado para ser enviado 1 dia após a publicação do artigo no blog da nossa agência.

A única maneira de encontrar a frequência certa de emails para enviar aos seus subscritores é ao experimentar.

Comece a enviar um email por semana, e analise os resultados a nível de taxas de abertura e taxas de cliques. Faça isto ao longo das semanas (porque vai enviar um por semana), e a partir daí experimente aumentar ou diminuir a frequência dos emails que envia para novamente analisar as aberturas e cliques, e perceber qual a frequência que parece funcionar melhor.

Frequência de envio de emails

Comece por enviar um email por semana para testar

3. Teste e otimize o conteúdo dos emails

Mas a frequência não é a única coisa a prestar atenção ao enviar os seus emails. É importante testar e analisar os seus emails.

Saiba qual é a sua taxa de abertura (quantas pessoas abriram o email) e a taxa de cliques (quantas pessoas clicaram em algum link no email). Estas duas simples estatísticas irão mostrar o desempenho dum email.

Há várias formas de testar o conteúdo dum email, mas existem três componentes principais:

  • assunto
  • conteúdo (corpo de texto)
  • CTA (call to action)

Cada teste que faça deve apenas mudar um componente do seu email. Portanto se está a testar assuntos (títulos) do email, essa deve ser a única diferença nas suas variações de teste. Mude apenas uma coisa em cada teste e veja como isso afeta as suas taxas de abertura e cliques.

Faça testes A/B dos seus emails: teste uma coisa de cada vez (ex.: títulos)

Faça testes A/B dos seus emails: teste uma coisa de cada vez (ex.: títulos)

Os assuntos (títulos) podem não parecer importantes, mas podem ter um grande impacto no desempenho do seu email. Afinal de contas, um assunto é a única coisa que o destinatário irá ver (o título) sem ter aberto o email.

E se eles nunca abrem o email nunca irão clicar num link. Os assuntos devem ser claros e concisos, de forma a mostrar ao leitor porque é que eles devem investir o seu tempo a ler o resto do email.

O conteúdo do email é o corpo de texto, aquilo que está escrito no email. O objetivo do conteúdo do email é explicar o propósito ou mensagem e convencer o leitor a clicar na CTA (no apelo à ação), que pode ser um botão que leva para um sítio no seu website para ele comprar alguma coisa.

O texto no conteúdo do email deve ser escrito tendo em conta os benefícios para o leitor, ou seja, informar o leitor de todos as coisas maravilhosas que irão acontecer quando ele clicar no CTA.

Em relação ao CTA do email, é um componente que também pode testar. Um CTA é normalmente um botão, mas também pode ser um link de texto.

Landing page ou newsletter com testes A/B

Além dos assuntos (títulos) teste também o corpo de texto e CTA dos emails

O CTA deve mostrar claramente o que irá acontecer quando eles clicarem nele. Não há espaço para rodeios ou ambiguidade aqui. A pessoa só clica num CTA/botão quando eles sabem o que esperar dele, portanto seja o mais claro possível no seu CTA.

Conclusão

Promover um blog por email não é difícil mas leva algum investimento de tempo e esforço. Para começar, é necessário uma lista de emails, saber agendar bem os emails e a sua frequência, e testar e otimizar o conteúdo dos emails. Mas os resultados farão tudo isso valer a pena.

Pelo menos com a nossa newsletter, muitos leitores nos dizem que gostam dos nossos conteúdos e que os ajudam nas suas atividades, e o email é um canal que nos traz bom tráfego (visitas) para o nosso website.

Com estas dicas, a sua newsletter pode fazer o mesmo por si, é isso que eu lhe desejo. Bom trabalho.

Se gostou do artigo, partilhe e subscreva a newsletter.

Gostou do artigo?

Receba conteúdo de marketing e ferramentas para aumentar as vendas e crescer a sua empresa.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment