Um bom website é desenvolvido numa boa plataforma, tem bom conteúdo e é criado com o seu público-alvo em mente.

Embora não tenha de ter o melhor conteúdo na sua indústria, tem de saber analisar o seu tráfego.

Se não sabe de onde vêm os seus visitantes e em que tópicos eles estão interessados, então é como se fosse um pirata com uma pala num dos olhos.

O Google Analytics dá-lhe as respostas a estas questões ao mostrar-lhe dados sobre o tráfego do seu website. Desta forma, pode melhorar o seu site com base nas ações dos seus visitantes.

Veja também: Otimize Google Analytics em 5 vídeos rápidos
Imagem de artigo Otimizar Google Analytics

Para tirar partido do Analytics, deve saber as métricas mais importantes do seu website, e por isso neste artigo apresento-lhe oito métricas para analisar e explico porque são importantes.

1. Aquisição geral

Esta secção encontra-se em Aquisição > Descrição geral após entrar na sua conta Google Analytics.

A aquisição geral diz-nos quais os canais de onde o tráfego está a chegar ao website (orgânico, direto, social, etc) e uma comparação entre eles.

Aquisição > Descrição Geral

Esta é uma secção onde irá passar a maioria do seu tempo, porque contém dados sobre número de sessões, percentagem de novas sessões, taxa de rejeição, duração média de sessão, e outros. Este relatório dá-lhe uma visão de helicóptero das suas fontes de tráfego e como os seus visitantes estão a interagir com o site.
Aquisição > Descrição Geral 2

Depois de criar alguns objetivos, poderá também acompanhar as suas conversões e objetivos nesta secção.

2. Social geral

Pode encontrar esta secção em Aquisição > Social > Descrição geral. Neste separador podemos analisar e medir a “relação social”, ou seja, o impacto que as redes sociais têm no seu site.

O Google Analytics apresenta-lhe informação sobre as redes sociais onde o seu conteúdo é partilhado, a interação das pessoas no site, e o fluxo de utilizadores no seu site.

Aquisição > Social > Descrição geral

Pode ainda criar objetivos específicos para medir o valor das redes sociais nas suas conversões (mais à frente explico a criação de objetivos).

3. Taxa de rejeição

A taxa de rejeição é o número de utilizadores que entram no seu site, e depois saem após terem visualizado uma única página.

Pode aceder à taxa de rejeição do seu site ao ir a Público-alvo > Descrição geral e ver os dados situados perto do gráfico circular.

Taxa de rejeições

A taxa de rejeições varia de site para site. No entanto, se a sua taxa de rejeições (também chamado de bounce rate) é elevada, como neste exemplo, é mau, porque significa que +80% das pessoas abandonam o seu site logo após a primeira página que viram, não tendo interesse em verem outras páginas (ou então o seu conteúdo foi tão espetacular que ficaram completamente satisfeitos e informados :).

4. Fontes de tráfego

As suas fontes de tráfego encontram-se em Aquisição > Todo o tráfego > Origem/Meio. Esta secção mostra-lhe uma visão geral de todas as suas fontes de tráfego.

Cada linha mostra uma fonte de tráfego, incluindo o n.º de sessões totais, novas sessões, taxa de rejeições, duração média da sessão e objetivos de conversão (tem de criar objetivos para aparecerem aqui).

Aquisicao > Todo trafego > Origem/Meio

À medida que o seu website cresce, também irá crescer a sua lista de fontes de tráfego, e acompanhar todas as fontes pode tornar-se complicado de analisar.

Foque-se em medir o desempenho nas suas fontes de tráfego principais, aquelas que trazem mais visitantes, como o google organic ou facebook, e em outras fontes que podem não trazer muito tráfego, mas que acha que podem ser melhoradas.

5. Conversões

Uma conversão ocorre quando o utilizador toma uma ação específica com base num objetivo que criámos.

Um objetivo de conversão pode ser:

  • subscrição para uma lista de email
  • uma compra de produto/serviço
  • preenchimento de contacto
  • outros

Eis um exemplo de visualização de conversões. Isto só é possível ver após criarmos um objetivo, que explico no ponto 8 deste artigo.

Google Analytics > Aquisição > Todo o Tráfego > Canais

Dá para visualizar estes dados (tem de criar objetivos primeiro) em Aquisição > Todo o Tráfego > Canais (ver Conversões).

O Google Analytics permite-nos acompanhar vários tipos de conversões, e para ter acesso a estes dados, é necessário criar objetivos, que já vou explicar melhor de seguida.

6. Fluxo de comportamento

A secção de Fluxo de Comportamento está em Comportamento > Fluxo de comportamento, e é o sítio onde podemos ver o caminho que os visitantes fazem quando aterram no site, passo a passo.

Fluxo de comportamento

Neste diagrama em formato de fluxo, podemos ver que páginas têm mais visualizações, quantos utilizadores saíram em cada etapa e que caminhos (para outras páginas) eles tomaram.

Use esta informação para saber quais as páginas que são relevantes para os visitantes e quais aquelas que poderão ter de ser melhoradas para incentivar as pessoas a passarem mais tempo no site e a consumirem mais conteúdos.

7. Páginas de saída

Para ver estes dados, aceda a Comportamento > Conteúdo do website > Páginas de Saída.

Quando visita um website e visualiza algumas páginas, a página de saída é a última página vista. Não confundir com a taxa de rejeição, porque são estatísticas diferentes. A taxa de rejeição é alguém que visita só uma página, e sai logo; a taxa de saída é alguém que pode ter visitado várias páginas e sai numa delas.

Taxa de saída

Uma alta taxa de saída sugere que uma página específica está a perder visitantes e pode ser uma boa ideia fazer um teste A/B para melhorar a página de forma a incentivar os visitantes a permanecerem mais tempo na página e no website.

Um utilizador irá eventualmente sair do website, mas quanto melhor for a experiência que o seu website lhe proporciona, mais tempo o visitante irá querer ficar.

8. Objetivos

Como prometido, chegamos à parte em que explico os objetivos no Google Analytics.

Escolha alguma ação que queira que um visitante no seu website faça, e crie um objetivo com, base nisso. Algumas sugestões para um objetivo poderão ser a compra dum produto, pedido de orçamento, subscrição numa newsletter, etc.

Quando alguém conclui o objetivo que criou, o Google Analytics conta isso como uma conversão.

Para criar objetivos clique em Administração na barra do menu e em Objetivos.

Criar objetivo Google Analytics

Clique em Criar objetivo ou “Importar da galeria”.

No primeiro está a criar um objetivo à sua medida, no segundo, pode escolher um objetivo com base em objetivos feitos pela comunidade. Por exemplo, eis um objetivo criado por outro utilizador do Analytics para a submissão de um formulário de contacto.

Importar objetivo da galeria

Existem centenas de objetivos como este na Galeria de Soluções do Google Analytics.

Mas vamos criar um objetivo. Para criar um objetivo, pode seguir as instruções neste artigo em Português (com vídeo), seguir um artigo da ajuda oficial da Google, ou um vídeo em Inglês com instruções.

Eis um exemplo dum objetivo que criei com os detalhes preenchidos. Note como preenchi a “Configuração do objetivo” (escolhi Personalizado), “Descrição do objetivo” (dei nome de ‘Compra’ ao objetivo e selecionei ‘Destino’) e Detalhes do objetivo.

Criação de objetivo no google analytics

Neste exemplo, criei um objetivo para um loja online, em que o destino é a página de pagamento /cart-pay/, com um funil contendo 3 passos, com as páginas /cart/ (página do carrinho), /cart-profile/ (criação de perfil) e /cart-confirmation/ (confirmação da encomenda antes do pagamento).

Após criar um objetivo deste género, que contém um funil (com 3 passos), poderá visualizar dados sobre este objetivo em Conversões > Objetivos > Visualização de Funil, em que irá ver algo deste género:

Visualização de funil no Google Analytics

Para este funil temos 1133 pessoas que entraram e que foram desistindo ao longo das páginas (passo) do funil, e 682 pessoas que compraram, para uma taxa de conversão de 60,19%.

Conclusão

O Google Analytics pode parecer fácil, mas tem várias nuances que tornam esta ferramenta complexa para iniciantes, mas também bastante útil quando se sabe o que é necessário medir.

Ao usar o Google Analytics corretamente, poderá ter um melhor desempenho no seu website e melhorar a sua faturação em larga escala, se souber analisar os dados e implementar corretamente.

Eis para recapitular as 8 métricas importantes para medir tráfego no seu Google Analytics:

  1. Aquisição geral
  2. Social geral
  3. Taxa de rejeição
  4. Fontes de tráfego
  5. Conversões
  6. Fluxo de comportamento
  7. Páginas de saída
  8. Objetivos

De que forma o Google Analytics tem ajudado a sua empresa ou o seu website? Partilhe nos comentários comigo.

Gostou do artigo?

Receba conteúdo de marketing e ferramentas para aumentar as vendas e crescer a sua empresa.


Notice: presscore_display_share_buttons_for_post foi chamada incorrectamente. Function is deprecated, use the7_display_post_share_buttons instead. Por favor veja Depuração no WordPress para mais informações. (Esta mensagem foi adicionada na versão 7.8.0.) in /home/joaoxgaz/public_html/wp-includes/functions.php on line 4986

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment