símbolo play youtube

Embora muitas empresas obtiveram algum sucesso em alcançar as suas audiências através de redes sociais como o Facebook, só uma pequena parte delas comercializa o seu produto ou serviço pelo Youtube.

O Youtube é o 2.º motor de busca mais usado, e o terceiro website mais visitado em todo o mundo, atrás do Google e Facebook. Recebe 1 bilião de visitantes únicos mensalmente, e tem 6 biliões de horas vídeo consumidas por mês.

Ao princípio, o grande desafio é fazer com que as pessoas vejam os seus vídeos, quando não existe autoridade nem posicionamento, mas isso pode ser feito à mesma. Nestes sete pontos, mostro dicas para levar tráfego (visitantes) para os seus vídeos Youtube.

1. Pesquisa de palavras-chave

Use a ferramentas interna, a Youtube Keyword Tool, para saber quantas termos aparecem mensalmente nas pesquisas. Digite a palavra-chave que melhor descreve o tópico do vídeo. Por exemplo, um vídeo produzido pelos episódios de Game of Thrones podem querer otimizar para “halflings”.

No canto superior direito dos resultados, selecione o tipo de correspondência para “exact” para ver quantas pessoas estão a pesquisar por essa frase (a nível exacto). Não se preocupe com os outros tipos de termos por agora.

2. Investigue a competição

Pegue nas suas palavras ou termos selecionados e faça uma pesquisa rápida no Youtube. O número de resultados são a sua concorrência. Quantos menos vídeos aparecem, melhor, mas tudo o que for menos de 600 000 resultados é mais ou menos fácil de se poder otimizar.

Por competir para palavras chave difíceis e populares, mas demorará mais tempo. Se não quiser enveredar pela via difícil, poderá voltar à ferramenta de palavras do Youtube e procurar por outros termos que possa conquistar. Opcionalmente, leia como espiar a concorrência para mais informação sobre como pesquisar os seus concorrentes a fundo.

3. Escreva o título do vídeo e carregue miniatura

Conteúdo em forma de texto é o que os motores de busca gostam. O texto é “crawlável”, ou seja, os robozinhos que andam pela internet à procura de conteúdo indexam a informação em formato de texto. Isto ajuda aos motores de busca determinar para que palavras o seu vídeo se pode posicionar.

Portanto, ter a sua palavra chave no nome de ficheiro do vídeo que carrega para o Youtube é uma forma de apresentar o conteúdo de forma a que possa ser “apanhado” pelos motores de busca. Por exemplo, poderia colocar “halflingsvideo.mp4” como nome do vídeo, e não “video123.mp4”.

Uma miniatura ajuda a aumentar os cliques que o seu video recebe, que leva a mais impressões (vistas) e por fim, melhor posicionamento. Embora possa usar uma imagem estática do vídeo, aconselho carregar uma imagem bem montada (peça ao seu designer, não invente) com tipografia e cores para que se destaque dos outros vídeos.

Não engane os espetadores com uma miniatura enganosa (ex.: rapariga atraente ou chocante). Pode fazer com que as pessoas cliquem para o vídeo, mas a baixa duração de retenção de audiência (os espetadores deixam logo de ver), e a quantidade de “desgostos” (dislikes) que obterá vai dar cabo da sua reputação e do seu posicionamento.

4. Título, descrição e meta tags

A palavra-chave deve estar no título do vídeo. O máximo de caracteres permito é 100, mas seja mais sintético do que isso e não pense que tem de ir até ao limite. Quanto mais palavras usar, mais difícil vai ser ficar bem posicionado para essa palavra-chave.

Para a descrição, regra geral, o melhor é incluir a palavra chave nos primeiros e últimos 120 caracteres. Nos primeiros 120 caracteres porque é aí que corta (truncamento) o que é mostrado na descrição dos vídeos nas páginas dos resultados de pesquisa. Esta pequena dica pode melhorar o seu posicionamento vários lugares para cima, e em alguns casos, até passar para a frente em páginas.

O Youtube permite colocar etiquetas (tags) nos seus vídeos com frases e palavras. Coloque a sua palavra chave e algumas variações dela (ex.: monster, jon snow, westeros, king, dragon). Adicionar palavras relacionadas ajudará a fazer com que apareça na secção dos “vídeos relacionados”. Não ganhará muitas impressões das sugestões dos vídeos relacionados, mas mais vale meter do que não meter.

5. Habilite legendas

A transcrição de vídeo é uma função que existe no youtube para adicionar legendas. Para tal, cole o texto (script) na caixa e o Youtube irá automaticamente corresponder o texto para as palavras proferidas no vídeo.

Isto é um bom método para dar aos motores de busca algo que eles possam apanhar (crawl). Apesar disto, muitas marcas e indivíduos no Youtube não tiram partido desta função.

6. Encorage envolvimento, apele à ação

Algumas coisas estarão fora do seu controlo, tais como impressões (vistas) do vídeo, retenção da audiência, o rácio de gostos e “desgostos” (dislikes), comentários e favoritos, e isto é normal, mas é bom saber como é que eles jogam entre si a seu favor, ou desfavor.

O número de vistas não é o factor principal para quão bem (ou mal) um vídeo se posiciona. O número de vista até pode ser mau para a retenção da audiência se ele for baixo. As pessoas atualmente têm uma duração de atenção de peixe de aquário (segundos), portanto o seu vídeo deve chamar à atenção e ter menos de 4 minutos de duração.

Muitos youtubers só se importam com o número de gostos, mas o métrico mais importante é o número de gostos face aos “desgostos” (dislikes). Por exemplo, imagine um vídeo com 200 gostos e 400 “desgostos”. Este vídeo ficará pior posicionado do que um vídeo com 200 gostos e 1 desgosto. Embora não possa controlar os seus “desgostos”, poderá usar apelos à ação (call-to-actions) para pedir que o espectador faça gosto ao clicá-lo como favorito, simplesmente ao lhe pedir (ex.: faça gosto se quer ver como o Jon Snow se livrou dos halflings”). Se não pedir, não saberá.

Para apimentar os comentários, deve dar às pessoas algo que elas podem falar. Faça uma pergunta, quer no vídeo, descrição ou anotação (ou todos) que provoque uma resposta que pode levar a um debate entre os espetadores. Quanto mais atividade houver na secção dos comentários, mais importante o seu vídeo será aos olhos do Youtube.

7. Incorpore o seu vídeo

Para o Youtube, fazer ligações de backlinks não produz o mesmo efeito do que produz com SEO (leia o que é o SEO). Em vez disso, crie links de entrada ao incorporar o vídeo. Incorpore o vídeo no seu blog ou website, contacte líderes de opinião (influenciadores) no seu segmento de mercado sobre como incorporar o vídeo no website deles se for algo que possa beneficar a audiência deles. Se não for promocional, e se o seu conteúdo é útil e informativo, eles estarão mais propensos em partilhá-lo.

Um vídeo incorporado não tem uma âncora de texto, portanto concentre-se em factores de otimização “on-page” descritos nos seis passos anteriores, ou seja, otimize a sua página web onde o vídeo está incorporado, bem como o texto que essa página contém.

Isto não significa que os link de entrada não são importantes, pois o número de incorporações dá ao seu vídeo uma maior autoridade, e consequentemente, mais vistas do vídeo. Mais autoridade e mais vistas do vídeo levam a melhores posicionamentos.

Força nisso

Siga estas dicas e muito em breve estará a expôr os seus vídeos aos milhões de pessoas que visitam o Youtube todos os dias. Se o seu vídeo tiver um começo lento, continue a partilhá-lo e ao longo do tempo iniciará a sua caminhada para o tipo.

Se a sua ideia tiver mérito, o seu vídeo merece ser colocado à frente do público-alvo certo. O seu projeto ou empresa pode não ter muitos seguidores nem ser conhecida, portanto o melhor a fazer é otimizar para as palavras chave para obter o melhor e maior número de espetadores.

Gostou do artigo?

Receba conteúdo de marketing e ferramentas para aumentar as vendas e crescer a sua empresa.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment