cartão de contacto veronica reis

Os criativos podem ser pessoas interessantes. Muitos de nós ganham a vida ou ao criar estratégias de marketing ou a elaborar o design delas, mas por vezes, “em casa de ferreiro, espeto de pau”.

Imagine que está num evento e não tem cartões de visita. Se é designer ou está na área criativa, não tem desculpa.

Não consigo imaginar alguém que vá a um evento sem ter cartões de contacto para dar. Os eventos são uma oportunidade de ouro para encontrar potenciais clientes ou parceiros, e cartões dão os seus dados a estas pessoas que precisam para entrar em contacto consigo depois do evento acabar.

cartão de contacto veronica reis

Cartão de contacto Verónica Reis

Eis alguns “fails” que podem acontecer num evento e como eles poderiam ser corrigidos.

O networker esquecido

Eu: Foi interessante falar consigo, gostava que nos mantivéssemos em contacto, tem algum cartão com o qual possa ficar?
Outra pessoa: Ah, pois, esqueci-me deles em casa/hotel/carro.

Hmm, a sério? Devemos ter sempre cartões connosco, especialmente quando vamos a eventos, seminários ou conferências. Vá ao carro ou a casa buscá-los.

Uma boa forma de termos cartões à mão é tê-los em vários locais: na mala, num estojo, nos bolsos, na mala do portátil, no carro, escritório, casa, etc. Isto dá-nos maior hipóteses de termos cartões à mão quando precisamos deles, porque pode acontecer que precisamos de cartões mesmo que não vamos a eventos.

Um colega nosso conquistou um projeto de longa duração que se tornou um trabalho a tempo inteiro só porque iniciou uma conversa com uma pessoa enquanto estavam à espera dos miúdos na creche. Este colega tinha um cartão à mão, que deu a esta pessoa, que se converteu em cliente.

Poucos cartões

Eu: Gostei de falar consigo, vamos trocar contactos. Tem algum cartão seu para que possamos continuar esta conversa mais tarde?
Outra pessoa: Fiquei sem cartões ontem.

Quando vamos a eventos temos de levar cartões extra, mais do que aqueles que pensamos que precisamos.

Se por acaso ficarmos sem cartões, por vezes existem casas impressoras em grandes superfícies comerciais que podem imprimir cartões em horas. Isto pode ser vantajoso se tiver consigo os ficheiros proprietários do estacionário ou do cartão de contacto que você desenhou ou contratou um profissional para o fazer. Assim poderá dar esses ficheiros a uma destas tipografias de centros comerciais para que lhes imprimam os cartões.

Se não tiver os ficheiros consigo, imprima qualquer coisa com um design simples e rápido.

“Não passo cartão”

Eu: Tivemos uma boa conversa e gostei de saber o que faz. Posso ficar com o seu cartão?
Outra pessoa: Só dou cartões a potenciais clientes.

Uau. Que resposta. Bem, talvez o cartão desta pessoa seja feito de materiais preciosos… mas a falar a sério, talvez seja um cartão que contenha madeira, alumínio, ou outro tipo de material ou acabamento que faz com que ele tenha sido caro de produzir, para que apenas os queira dar a potenciais clientes. Ok, tudo bem.

Mas e então, para o resto das pessoas que você for conhecer? Vale a pena ofender ou perder potenciais colaboradores ou pessoas que lhe podiam passar o seu contacto a outros? Não.

Artigo relacionado em cartão de visita como ferramenta de marketing

A solução para isto é ter dois conjuntos de cartões de contacto: uns personalizados, e outros normais. Os personalizados são aqueles que são especiais ou foram mais caros de desenhar e produzir, e os normais são aqueles que podem ter um design mais banal para dar às pessoas com as quais entramos em contacto, e que não sabemos se vale a pena dar um cartão ou não, mas podemos dar na mesma.

Por exemplo, eis dois tipos de cartões do João Alexandre, consultor na nossa agência.

O primeiro cartão é o cartão standard, que o João apresenta a toda a gente que lhe pedir um cartão; o segundo ele dá a quem ele quer causar uma boa impressão.

Frente do cartão de contacto de João Alexandre - cartão simples

Frente do cartão de contacto de João Alexandre – cartão simples

Frente do meu cartão de contacto

Frente do cartão de contacto de João Alexandre – cartão personalizado

Conclusão

Trate cada reunião, evento ou encontro como uma oportunidade de networking. Tenha sempre cartões ou material de marketing consigo para que se possa manter em contacto com as pessoas que possam vir a colaborar consigo no futuro. Os cartões de contacto podem ser baratos, mas as oportunidades e o relacionamento que eles podem cultivar podem ter um valor inestimátivel.

logotipo sauzza3 - Networking: traga o raio dos cartões consigo
Logótipo
Design logótipo profissional
a partir de €200

Gostou do artigo?

Receba conteúdo de marketing e ferramentas para aumentar as vendas e crescer a sua empresa.

1 comentário

  1. Pingback: A minha melhor dica de networking

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment