19 Dicas Email Marketing para Principiantes

É fácil entrar no mundo do email marketing, mas pode levar anos de experiências falhadas (e tempo e dinheiro) até conseguir ter o domínio deste belo canal de marketing.

Mas isso não significa que tem de começar às escuras. Aprenda com os erros e sucessos daqueles que entraram nesta aventura.

Apresento 19 grandes dicas se está a começar com o email marketing. Mesmo que tenha alguma “bagagem” e experiência nesta área, irá encontrar algumas dicas que provavelmente não sabia.

1. Onde é que me subscrevo?

As pessoas que visitam o seu website ou redes sociais devem encontrar facilmente o sítio para se subscreverem na sua lista de emails.

Os seus formulários, quer sejam para inscrição numa newsletter, para um contacto ou para qualquer outra subscrição ou inscrição num serviço, devem ser simples, e ter de preferência apenas um passo (e não vários passos em várias páginas).

Tudo o que necessita do subscritor é um endereço de email. Isso é o mais básico. Pode querer captar também o nome, mas pense mesmo se isso é importante para si. Ter a informação do nome só é útil se enviar personalização variável nos seus emails como “Olá [nome]”, que ficaria, “Olá João”. Se não usar isto com o seu fornecedor de email marketing, então peça o nome porque é um campo a mais que vai acabar por não usar.

Também deverá ser fácil para os utilizadores subscreverem a newsletter ao criar uma conta no seu site (se o seu site necessitar criação de conta). Isto é uma coisa tão simples quanto colocar um “visto” na criação de conta – ou mesmo num simples formulário contacto.

Veja por exemplo o campo de subscrição de newsletter que temos no formulário de contacto no nosso site:

Subscrever newsletter em formulário

2. Incentive os seus subscritores a responderem aos emails

Se você usa um endereço de email do género “no-reply” então estou desapontado consigo 🙁

Provavelmente já recebeu newsletters de email deste género. Então agora diga-me que vontade é que isso lhe deu para responder a esse email, caso quisesse dar um comentário ou que tivesse de colocar uma questão? Mesmo que quisesse, não podia, porque é um no-reply.

Exemplo no-reply

Mas o principal problema nem é isso: é nos emails que enviamos aos subscritores. Devemos ser mais “terra a terra” e humanos na nossa abordagem, e incentivar-lhes a responderem aos emails (caso faça sentido) simplesmente ao lhes pedir no email, como por exemplo “gostou deste email? Dê-nos a sua opinião. Nós respondemos rápido e adoramos saber a sua opinião.”

3. O seu conteúdo deve ser “scanável”

Peço desculpa pela atrocidade ao Português com a palavra scanável. Basicamente isto significa que o seu conteúdo deve poder ser lido na diagonal.

A atenção das pessoas atualmente é cada vez mais parecida com a dum peixe de aquário. Os seus emails devem ser “scanáveis”: ter títulos, parágrafos curtos, bullet points, e outras formatações que ajudem o conteúdo a ser lido.

Memoria peixe aquario

4. Nome da empresa/pessoa deve constar no “From” do email

Provavelmente recebe vários emails diariamente que são enviados apenas com o nome da empresa. Embora isso seja uma prática aceitável, não é lá muito pessoal, e pode dar um “cheiro” a marketing.

Email da newsletter da ActiveCampaign

Por outro lado, há emails que são enviados apenas da pessoa, sem nome de empresa especificado. Se estes não forem emails dum amigo, conhecido seu ou duma newsletter que se tenha inscrito, ficamos com a sensação que pode ser alguém que nos quer enganar, porque pode querer que abramos o email sob falso pretexto.

5. Envie emails segmentados

A maioria dos emails enviados pelas empresas são estáticos e no estilo “um para muitos”. Isto significa que todas as pessoas na lista recebem o mesmo email chato e aborrecido.

Mas se você tem a sua lista segmentada e sabe que um dos subgrupos da lista está interessado em Nutella e o outro subgrupo está interessado em manteiga de amendoim, porque iria enviar para ambos os grupos o mesmo tipo de informação?

(eu gosto de Nutella e manteiga de amendoim mas você percebe a ideia)

Emails de acordo com interesse

Use tags, eventos, condicionais, ou outros mecanismos que o seu fornecedor de email marketing permita para que consiga identificar quais dos seus subscritores estão interessados em que tipo de temas.

Isto poderá ser muito produtivo para si, não só no que toca a vender os seus produtos e serviços para o tipo de pessoas que os querem comprar, mas também para criar conteúdo que mantenha os seus subscritores e que gostem dos seus emails.

Segmente, e vença.

6. Teste e pré-visualize os emails

Não envie nenhum email sem o pré-visualizar e enviar primeiro um teste para um endereço de email seu.

O ideal é testar o email para ver como ele vai ser recebido em vários dispositivos. Se o seu fornecedor de email marketing não tem esta funcionalidade (alguns têm, em planos avançados), use os emails de teste grátis da Litmus.

Litmus free email testes

7. Veja se tem erros

É fácil um erro gramatical passar despercebido. Verifique todos os seus emails para erros ou alguma informação incorreta antes de enviar o email.

Não seja você o único a ver o email, peça a outra pessoa para dar uma vista de olhos porque às vezes escapam-nos coisas.

Às vezes é inevitável e escapa, mas minimize os erros nos seus emails. Alguns subscritores podem notar e pode-lhes parecer mal.

Erro gramatical num email

8. Não seja tão formal

O email é uma via de comunicação como as outras. Há vias de comunicação mais formais, e outras menos formais, mas não trate o email como se fosse uma proposta de negócios.

Seja mais humano e informal nos seus emails, mas ao mesmo tempo não exagere, não se torne demasiado casual.

Uma boa regra a seguir é escrever como se estivesse a escrever uma nota amigável para um conhecido.

Escrever carta

9. Lembre-se do mobile

A maioria das pessoas vê o email várias vezes por dia, e quando o fazem, normalmente é num dispositivo móvel.

Isto significa que o seu belo email criado em HTML tem de ser responsivo, e adaptar-se bem a ecrãs mais pequenos.

Aproveite o link da dica 6 anterior e visualize como aparecem os seus emails em vários dispositivos, para que os seus subscritores tenham uma boa experiência de utilizador, tanto abram o email num desktop como no mobile.

Email em desktop e mobile

10. Envie emails transacionais e diretos

Emails transacionais são emails do género recibos, registos de contas, abandono de carrinho, ou seja, emails enviados automaticamente com base numa ação que o utilizador fez (se alguém cria uma conta no seu site, a pessoa deve receber um email com os dados da conta, isso é um email transacional).

Emails diretos são emails enviados sem nenhum gatilho (ação) específica da parte do subscritor.

Tanto os emails diretos como transacionais têm o seu propósito, mas muitas empresas não prestam atenção à importância dos emails transacionais que (esperamos que) chegam à caixa de correio do subscritor.

Porque esses são os mais importantes. Imagine alguém que compra alguma coisa no seu site e não recebe o recibo, ou alguém que cria uma conta e não recebe os dados.

Este é um exemplo dum email transacional, é uma confirmação de encomenda duma compra na Amazon.

Email transacional

11. Links para redes sociais

Deve incluir links para partilharem os seus emails nas redes sociais, mas também deve ter links para as suas contas nas redes sociais (ex.: para a sua página Facebook, etc.).

Nos emails que enviar, inclua um link no rodapé ou então em P.S.: com um link para o seu facebook, linkedin, youtube, etc.

Quanto mais pontos de contacto der às pessoas para interagirem consigo mais facilmente elas o farão.

Link para redes sociais rodapé assinatura

12. Envie email de boas vindas aos novos subscritores

De cada vez que alguém se subscreve, seja para a sua newsletter, ou por terem preenchido um formulário de contacto, deve ser enviado um email de boas vindas à pessoa.

Este email serve o propósito de agradecer a pessoa por ter confiado em nós e como forma de lembrá-la de porque é que elas se subscreveram (talvez escreva bons artigos no seu site e a pessoa quis-se subscrever para receber os seus artigos).

Email boas vindas

13. Meça os resultados

O email dá-lhe a possibilidade de analisar vários tipos de métricas, tais como, taxas de abertura, taxas de cliques, taxas de conversão (até à compra).

Ao analisar estas métricas fica com uma perspetiva daquilo que funciona e não funciona, para poder criar melhores emails com maior desempenho.

Pode ainda enviar testes A/B, do género, metade da sua lista é enviado um email, e a outra metade é enviada outro email. Se a sua lista tiver 1000 pessoas, enviaria um email a 500 pessoas, e o outro email às outras 500 pessoas.

As alterações em ambos os emails devem ser ligeiras, por exemplo, um título diferente enquanto o corpo de texto permanece igual ou muito semelhante.

Landing page testes A/B

Landing page testes A/B

14. Pense a longo prazo

O objetivo do email marketing é criar um envolvimento proveitoso com os seus subscritores e clientes, não é para querer resultados espetaculares agora – nem imediatos.

Seja paciente e pense a longo prazo, o que significa que deve analisar os seus resultados e observar tendências das suas campanhas ao longo das semanas e meses passados, não apenas após ter enviado um único par de emails.

Jovem sentado á secretária

15. Envie a um horário regular

Ter um horário regular com que costuma enviar emails pode ajudá-lo a planear o seu email marketing melhor.

Para isso convém enviar a determinar qual o melhor dia e hora para enviar o seu email. Quando o conseguir fazer, envie de forma regular nesses dias e nessas horas.

Ter um horário regular dá consistência aos seus subscritores, porque eles estarão à espera de receber o seu email ou a sua newsletter àquela hora e naqueles dias.

Frequência de envio de emails

16. Verifique se links funcionam no site mobile

Não é só o layout do email que deve estar adaptado a dispositivos móveis. Quaisquer links que inclua nos seus emails devem funcionar na versão mobile do seu site.

Há determinados sites mobile que são versões simplificadas do site para desktop, e podem ter algum conteúdo em falta, o que pode ser problemático se algum link que enviar às pessoas no seu email não funcionar na versão mobile do site.

Por exemplo, alguém que receba um email seu num dispositivo móvel, irá ver esse email e clicar num link que o pode levar para a versão mobile do seu site (porque a pessoa está a ver o email no mobile), e nessa versão do seu site poderá estar em falta algum tipo de conteúdo ou que esteja desatualizado.

Erro 404 mobile

17. Ofereça algo em troca da subscrição

Não olhe para o seu umbigo.

Ninguém se vai inscrever na sua newsletter só porque você tem uma caixinha de subscrição toda janota no seu site.

Ofereça um incentivo em troca da pessoa querer subscrever-se e irá aumentar os seus números de subscrição. Isto pode ser um ebook, um minicurso, uma checklist, algo que motive a pessoa a dar os seus dados em troca de se subscrever na sua lista.

Todos gostamos de coisas gratuitas, e a subscrição numa newsletter parece um pequeno preço a pagar por algo que sentimos que tem valor.

Veja este artigo para ter 29 ideias do que oferecer como incentivo.

Lead magnet que atrai leads

18. Aproveite os seus próprios erros

Já alguma enviou um email numa data errada, com o preço errado, ou algum outro tipo de erro idiota?

Talvez tenha enviado um email à pessoa errada, à lista errada, ou numa língua diferente? Acontece, não se preocupe.

Envie um email de follow-up com as correções necessários, e seja honesto sobre o seu erro, usando um pouco de humor para aliviar a situações. Tire partido destas gafes para mostrar às pessoas que reconhece o seu erro, mas que não ficou stressado com isso, e que está disposto a assumir o seu erro e corrigi-lo.

Doh Homer Simpson

19. Procure dar, não receber

O propósito dum negócio é faturar.

Mas não queira receber antes de dar.

Successful people are always looking for opportunities to help others. Unsuccessful people are always asking, ‘What’s in it for me?’ – Brian Tracy

Brian Tracy

Conclusão

Não importa há quanto tempo está no email marketing, há sempre algo novo para aprender (e isto aplica-se a tudo na vida).

Espero que estas dicas ajudem a ter bons resultados com os seus esforços de email marketing.

Gostou do artigo?

Receba conteúdo de marketing e ferramentas para aumentar as vendas e crescer a sua empresa.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment