Como escrever emails que as pessoas querem ler

Escrever emails parece difícil, mas não é fácil. Hãh?

Este artigo vai ajudar se:

  • Quer começar ou continuar a enviar bons emails
  • Quer saber como aumentar as suas aberturas e cliques
  • Quer criar uma audiência de leitores e clientes leais

Talvez já tenha experiência nesta área ou tenha iniciado há pouco os seus passos em email marketing.

Queremos escrever bons emails que sejam abertos e lidos, e que as pessoas comprem e sejam leais à nossa marca. Isto é o ideal, e para lá chegar aqui estão cinco dicas para ajudar.

1. Saiba que emails são mais populares…

E esqueça o resto. A sério, esqueça o resto.

Há uma maneira de saber quais os emails que estão a ter resultados e aqueles que não têm: através da analítica.

Veja o seu desempenho

As suas estatísticas (analítica) são um dos bens mais preciosos que tem à mão para perceber quais os emails que as pessoas querem ler. Se não tem um sistema montado para medir as taxas de abertura e de cliques, está a trabalhar às cegas.

Poderá ver as suas estatísticas na plataforma de email marketing que estiver a usar, seja o E-goi, Mailchimp ou outro.

Eis um exemplo de relatórios do Mailchimp.

Estatísticas mailchimp

A média de aberturas anda na ordem dos 20% e a taxa de cliques em 1%. Isto pode ser melhorado, e ao analisar porque alguns emails têm melhor desempenho que outros, podemos criar melhores campanhas no futuro.

Faça testes A/B

Testes A/B são testes em que se comparam duas versões de algo. Neste caso, um email, que pode ter um título diferente, ou corpo de texto diferente, ou algum outro elemento diferente.

Landing pages testes A/B

Devem-se fazer testes A/B para saber desempenho.

O propósito de testar desta forma é para saber o email vencedor destes testes. Aí iremos fazer novos testes e testar o vencedor face a outras mudanças do email.

O que posso testar?
Teste o assunto, o design, a estrutura do email, a colocação das imagens, botões (call-to-actions), o corpo de texto, teste tudo o que conseguir.

O que funciona bem no seu site?

Pode usar o Google Analytics para saber quais os temas em que os seus leitores estão interessados.

Saiba quais as páginas ou artigos no seu website que têm mais visualizações. Veja se há problemas nos assuntos, títulos ou conteúdos dessas páginas, porque é por causa disso que as pessoas visitam o seu site e abrem os seus emails.

Por exemplo, o nosso artigo 11 dicas para tornar o seu conteúdo viral foi bastante lido no blog, e foi promovido por email na nossa newsletter, tendo boas aberturas e cliques. Teve igualmente boas visualizações no LinkedIn.

Visualizações de página

Tudo depende do seu mercado e do seu público-alvo. O que é que os seus leitores querem?

Use o Google Analytics para saber os temas em que os seus leitores estão interessados, e faça testes A/B, analisando o porquê de ter tido as aberturas e cliques que teve em determinadas campanhas.

2. Use palavras-chave nos temas que as pessoas têm interesse

Palavras-chave são palavras ou frases que pode usar no seu site para corresponder com os termos de pesquisa usados pelos utilizadores à procura de conteúdo online.

Bom conteúdo e palavras-chave de qualidade, que sejam relevantes, podem dar-lhe melhor posicionamento na pesquisa do Google, fazendo com que as pessoas o consigam encontrar.

Por exemplo, se tiver uma empresa de consultoria com foco em coaching, deve ter palavras como “consultoria”, “estratégia”, entre outras, na sua homepage, no blog e outro conteúdo que tenha no seu site.

Homem com megafone

Deve ainda incluir palavras-chave específicas relacionadas com o seu tema: se é uma empresa de software e o seu programa é para developers .NET, vai querer incluir palavras como “programador NET”, “developer NET”, e por aí fora.

Essas mesmas palavras-chave que usa no seu site devem ser usadas nos seus emails, porque chamam à atenção do leitor.

Palavras-chave populares, são populares porque as pessoas pesquisam por elas. São termos nas quais elas estão interessadas, e elas querem saber mais sobre elas. Use essas palavras nos emails que envia quando se relacionam com conteúdo que é útil e interessante.

Como saber que palavras-chave usar?
Ao investigar, e bastante. Escreva alguma palavra ou termo no Google e veja que frases ou palavras aparecem nos primeiros resultados.

Ferramentas como o SEMRush ou o Moz podem ajudá-lo(a) a encontrar aquilo que as pessoas pesquisam quando estão à procura do seu site, assim como as palavras em que o seu site está bem posicionado nos motores de busca.

Lupa com palavra

As palavras-chave não precisam ser apenas usadas em páginas web. Pesquise quais são os termos mais visualizados/populares no seu conteúdo e pela web, e coloque essas palavras nos seus emails para aliciar a curiosidade dos leitores, ter mais aberturas e taxas de clique.

3. Emails fáceis de ver “na diagonal”

Pode pensar que as pessoas não lêem emails, mas se o seu email for interessante e tiver valor, elas irão lê-lo. Elas só não lêem coisas que não são relevantes para elas.

Faça com que os seus emails sejam fáceis de ser lidos “na diagonal”, assim como os seus artigos. Assim as pessoas podem facilmente ver, se têm interesse em ler o email ou artigo inteiro.

Por exemplo, talvez você tenha lido este artigo na diagonal até ter encontrado alguma secção que lhe interessou, e decidiu lê-la. Não forcei ninguém a ler todo o texto para encontrar informação útil, fiz com que ela fosse fácil de encontrar.

Ler na diagonal

“Ler na diagonal”. Ok, estava na altura duma piada.

E como é que se faz isso?

Com negritos, itálicos, quebras de parágrafos e outras formatações.

Para que um email seja fácil de ver e ler na diagonal, deve ter um bom assunto que cativa o leitor e dá-lhes uma ideia do tema do email.

Não interessa quão fácil eles podem ver o email de relance, se não se dão ao trabalho de abrir. Por isso, é que o título é importante.

Então use ajudas visuais, parágrafos curtos (quebra de linha a cada 3 linhas ou assim), e um bom design em que seja fácil ler o seu email. Eis um bom exemplo:

Escrever assunto de email

Títulos a negrito devem ser apelativos, curtos e fáceis de ler. Os links de texto devem ser duma cor diferente (o típico azul ou outra).

1424695904_ktipNota do autor: Os links na internet são azuis por duas razões: porque o azul é uma cor que se destaca do cinzento, a cor dos primeiros websites; e porque os daltónicos percecionam bem o azul (mas não o vermelho ou verde). Ver mais aqui.

4. Use o storytelling para atrair mais pessoas

O email é um bom meio para contar uma boa história. Pense na estrutura típica duma história: temos a introdução, o começo da ação, o climax, o decair da ação e a conclusão.

Os seus emails seguem este padrão?

Não? Então há aqui pontos a melhorar.

A sua introdução deve atrair a atenção do leitor, aumentar o interesse e apelar ao desejo de saber mais. O seu climax deve encorajar as pessoas a tomar alguma ação, quer seja um clique ou uma inscrição/compra.

Pensar no seu email como se fosse a estrutura duma história a ser contada irá ajudá-lo(a) a ter emails que vão ser abertos e lidos.

Estrutura de storytelling

Uma estrutura básica de storytelling

Eis um bom exercício: pense um assunto para a sua introdução. Quer atrair as pessoas, criar aquele clímax e ser claro logo desde o início. Torne o seu climax o objetivo do email, e faça com que a conclusão reforce esse objetivo.

Se quer vender o seu produto, talvez o seu climax seja a última frase no storytelling aplicado ao seu email. Talvez seja um estudo de caso em como alguém aumentou as suas conversões em 100% ao usar o seu serviço.

Se o seu objetivo é fazer com que as pessoas cliquem para ir para uma nova página, o seu botão call-to-action é o seu climax. Veja se o seu email constrói o drama até à ascensão do climax final, de forma a tornar a história tão interessante que as pessoas têm de clicar para ver o que se vai passar a seguir.

Newsletter loco

Newsletter que chama à atenção, apesar dum “poco loco”.

Pense na estrutura do seu email como se fosse uma história. Fazer isto ajuda a organizar a mensagem que quer transmitir no seu email, saber que informação é mais importante, e onde a colocar para tornar o seu email mais interessante.

5. Obtenha feedback das pessoas e melhore

Ter feedback das pessoas é uma das melhores ferramentas que tem à sua disposição. Por vezes pensa que o que escreve é adequado para os seus subscritores, quando não é.

É tão simples quanto perguntar-lhes no que é que eles estão interessados em ler e saber. Lembre-se que os seus emails têm o propósito de agregar valor aos seus leitores, para que eles confiem em si, e eventualmente comprem algo.

Pasta feedback

O seu público-alvo sabe melhor do que ninguém aquilo que eles querem ler no seu blog. Peça-lhes feedback em temas, conteúdo e na estrutura dos artigos. Eles podem ensinar-lhe mais sobre estratégia de conteúdos do que qualquer livro ou artigo.

Gostou do artigo?

Receba conteúdo de marketing e ferramentas para aumentar as vendas e crescer a sua empresa.


Notice: presscore_display_share_buttons_for_post foi chamada incorrectamente. Function is deprecated, use the7_display_post_share_buttons instead. Por favor veja Depuração no WordPress para mais informações. (Esta mensagem foi adicionada na versão 7.8.0.) in /home/joaoxgaz/public_html/wp-includes/functions.php on line 4773

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment