Muitas empresas tentam fazer as suas próprias campanhas de anúncios (Adwords, BingAds, Facebook) e acabam por perder dinheiro no investimento que fazem nas suas campanhas pay-per-click.

E é fácil perder dinheiro. No meio das definições de conta, configurações da campanha, pesquisa de palavras-chave, copywriting do anúncio e as licitações, fica claro como muitos anunciantes se estão a perder neste meio.

Se está a fazer campanhas de anúncios PPC (pagar por clique) e não está a obter os retornos que necessita, veja estas dicas para parar de usar o seu orçamento de forma desmesurada.

Teste correspondência de palavras-chave

Ao adicionar palavras chave nas suas campanhas e grupos de anúncios, a correspondência ampla está como pré-definida.

Obtém-se maior número de impressões com correspondência ampla do que outros tipos de correspondência (frase, exata). Utilizar a ampla traz maior volume de tráfego e ajuda os anunciantes a descobrirem novas palavras que quem pesquisa está a usar para desencadear os seus anúncios.

Correspondência de palavras-chave

No entanto (há um senão), keywords de correspondência ampla criam impressões e clicks de pessoas que podem não ser bons prospetos para o seu negócio. Perceber o tipo de opções de correspondência das palavras é uma boa maneira de segmentar bem o seu público-alvo.

Testar o uso de palavras-chave de correspondência ampla modificadas, de frase e exatas podem diminuir o seu n.º total de impressões, mas normalmente aumenta a relevância do seu anúncio, levando ao maior número de visitantes qualificados no seu website.

O gráfico abaixo compara as palavras-chave e a sua correspondência com as impressões e relevância.

Palavras amplas têm muitas impressões, exatas têm muita relevância,

Palavras amplas têm muitas impressões, exatas têm muita relevância,

Vá atrás do “longtail”

As palavras longtail (cauda longa) são frases que contêm três ou mais palavras. Como são mais específicas, usá-las pode aumentar o nível de relevância, menos concorrência, e posicionamento mais barato.

Além de menor concorrência, usar palavras longtail para descrever a nossa oferta, seja um produto ou serviço, ajuda a que o anúncio seja mais relevante e que vá ao encontro daquilo que o utilizador está à procura.

Suponha que alguém está a vender está à procura de “brownies com nozes”.

Colocar “brownies” como palavra principal num grupo de anúncios trará muita gente que esteja à procura de brownies, quer tenham nozes ou não. Sem uma lista de palavras chave negativas extensa, pesquisas como “brownies sem gluten” e “brownies de côco” iriam ambos despoletar o anúncio.

Ao usar uma combinação de tipos de correspondência e palavras longtail, o anunciante pode ter uma campanha para que o anúncio apareça apenas quando alguém está à procura, específicamente, de brownies com nozes.

Dinossauro em gráfico

Palavras de “cauda longa” são expressões com 3 ou mais palavras.

Encontre e adicione palavras-chave negativas

Palavras chave negativas evitam mostrar o seu anúncio em resultados de pesquisa que não estão diretamente relacionados com a sua oferta, com a maneira como se quer posicionar ou com pessoas com as quais não quer trabalhar.

Por exemplo, numa agência digital como a nossa, poderíamos incluir como palavras-chave negativas, “barato”, “grátis” e semelhantes.

Se o seu produto não é gratuito nem barato, ao adicionar esse tipo de palavras à sua lista de palavras-chave negativas, fará com que o seu anúncio não apareça para pessoas que procuram por “seu produto” + “barato”.

Palavras chave negativas

Adicione palavras chave negativas para os seus anúncios não aparecerem nelas na pesquisa

Programe os seus anúncios

Programar a altura dos seus anúncios minimiza os gastos no seu orçamento. Programe os anúncios em alturas que os utilizadores têm mais hipósteses de se converterem.

A nível da campanha, os anunciantes podem escolher desligar ou fazer ajustes nos lances para diminuir o custo ao longo da semana.

Gastar menos por clique durante horas menos interessantes, ou seja, alturas em que os utilizadores estarão menos propensos a comprar, agir ou tomar decisões, ajuda a poupar no seu orçamento de cliques.

O contrário também é aplicável. Os anúncios podem ser programados para aumentar o gasto destes durante horas mais importantes. Use o dinheiro que poupou e que não usou nas horas menos interessantes, para as aplicar nestas e aumentar o desempenho dos seus anúncios.

Programação de anúncios no Adwords

Programe os anúncios para alcançar as pessoas na altura certa

Ajuste as licitações para móveis

Com as campanhas otimizadas Google podemos configurar opções para computadores, tablets e outros dispositivos móveis ao nível da campanha.

No entanto, diferentes aparelhos têm diferentes níveis de conversão. A mesma pessoa num computador pode reagir de forma diferente quando estiver a navegar no seu smartphone.

Tráfego pago proveniente de aparelhos móveis normalmente converte de forma diferente, assim como o nível de aquisição destes, quando comparado com utilizadores em computadores ou portáteis.

Se visitantes do seu website que vêm de aparelhos móveis se estão a converter pior do que alguém que esteja num portátil, reduzir os lances da campanha móvel irá poupar-lhe dinheiro com estes utilizadores móveis.

Dedos em smartphone

Ajuste lances para “móveis” diferente de computadores (diferentes níveis de conversão)

Tenha landing pages relevantes

Não envie as pessoas que clicam nos seus anúncios só para a sua homepage.

Ao perceber a intenção do utilizador quando este(a) faz uma pesquisa, podemos apontá-lo para uma página de destinho (landing page) que seja relevante para aquilo que ele(a) está à procura.

O que é que as pessoas estão à procura? Apresente-lhes a solução ao enviá-las para uma página específica que vai ao encontro daquilo que elas querem. Se não tiver uma página assim crie-a ou crie quantas necessárias.

Pessoas pesquisam e vão para landing page

Crie landing pages relevantes para a intenção de pesquisa das pessoas

Faça segmentação geográfica

Tem acesso a opções de segmentação geográfica a nível da campanha que lhe poderá ajudar a refinar o seu público-alvo.

Mesmo que a sua empresa venda para todo o país, é improvável que todas as regiões sejam iguais no que toca ao valor do cliente. Ao perceber quais as regiões que se convertem menos, pode eliminá-las ou reduzir gasto nelas para poupar no seu orçamento.

Assim pode investir em outras regiões mais atraentes onde a sua oferta é mais interessante e onde se converte mais.

Segmentação geográfica em anúncios

Conclusão

Não perca dinheiro em anúncios. Muitos anunciantes gastam dinheiro ao não saber como otimizar as suas campanhas Google Adwords, Bing Ads ou Facebook. Se é o que está a acontecer consigo (ou se nem sabia o que melhorar), leia de novo este artigo para melhorar as suas campanhas e trazer maior retorno dos seus esforços PPC (pagar-por-clique).

Gostou do artigo?

Receba conteúdo de marketing e ferramentas para aumentar as vendas e crescer a sua empresa.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment