O que é uma conversão no Facebook

Isto não está relacionado com religião nem espiritualidade.

Então, o que é uma conversão? Porque “converter” sugere alguém ou alguma coisa passar dum ponto para outro.

Na área do marketing, conversão significa potenciais clientes converterem-se de passivos para ativos, como por exemplo fazerem uma compra ou subscreverem-se numa newesletter ou landing page.

1424695904_ktipO que é uma landing page? É uma página específica onde os visitantes aterram, com o objetivo duma conversão (registo ou venda).

Conversão é o sítio ou a altura em que um visitante ou lead se compromete a tomar alguma ação a favor do seu negócio, quer seja a nível financeiro ou informacional.

No Facebook, uma conversão está relacionada com “Eventos”. Você pode criar eventos de conversão que podem ser medidos e analisados através dum pequeno excerto de código, da mesma forma que o Google usa isso para o Google Analytics.

Voltando ao Facebook e às conversões, existem dois tipos de eventos no Facebook:

As diferenças entre os eventos padrão e personalizados parecem poucas, mas são importantes de perceber.

Os eventos padrão fornecem-te mais funcionalidades, mas as conversões personalizadas são mais fáceis de configurar. –Facebook

Então vamos ver o que são os eventos padrão e os personalizados.

Eventos padrão

Ações no siteDescriçãoCódigo de evento padrão
Ver conteúdos Acompanha as visualizações de páginas chave (por ex.: página de produtos, página de destino, artigo)fbq(‘track’, ‘ViewContent’);
Pesquisar Acompanha as pesquisas no teu site (por ex.: pesquisas de produtos)fbq(‘track’, ‘Search’);
Adição ao carrinho Acompanha quando os itens são adicionados a um carrinho de compras (por ex.: clique, página de destino no botão Adição ao carrinho)fbq(‘track’, ‘AddToCart’);
Adição à lista de desejos Acompanha quando os itens são adicionados a uma lista de desejos (por ex.: clique, página de destino no botão Adição à lista de desejos)fbq(‘track’, ‘AddToWishlist’);
Início de pagamento Acompanha quando as pessoas iniciam o processo de pagamento (por ex.: clique, página de destino no botão Pagamento)fbq(‘track’, ‘InitiateCheckout’);
Adição de informações de pagamento Acompanha quando são adicionadas informações de pagamento no processo de pagamento (por ex.: clique, página de destino nas informações de faturação)fbq(‘track’, ‘AddPaymentInfo’);
Realização de uma compra Acompanha compras ou a conclusão de processos de pagamento (por ex.: direcionamento para a página “Obrigado” ou de confirmação)fbq(‘track’, ‘Purchase’, {value: ‘0.00’, currency: ‘USD’});
Lead Acompanha quando alguém demonstra interesse na tua oferta (por ex.: envio de formulário, registo num teste gratuito, direcionamento para uma página de preços)fbq(‘track’, ‘Lead’);
Conclusão de um registo Acompanha quando um formulário de registo é concluído (por ex.: conclusão de subscrição, registo num serviço)fbq(‘track’, ‘CompleteRegistration’);

 

nove tipos de eventos padrão suportados pelo Facebook, cujo objetivo é medir ações que se fazem num website.

Para usar estes eventos padrão, é necessário adicionar uma destas linhas de código ao código base do pixel do Facebook que precisa de já ter instalado no seu website. Saiba como criar o pixel Facebook.

Para todas as ações que não estejam dentro do âmbito destas nove categorias que os eventos padrão permitem medir, temos os eventos personalizados.

Eventos personalizados

Opção de URLComo definirias a tua regraEvento padrão correspondente
URL é Igual awww.mywebsiteurl.com/thankyou.php Comprar
O URL Contém/thankyou.php8 Comprar

 

No exemplo desta tabela, os dois eventos personalizados implicam o utilizador ter chegado à thank you page (página de obrigado) através da regra opção de URL e como definirias a tua regra.

O utilizador só consegue chegar à thank you page através da página de compra: é assim que sabe que houve uma compra, e isso é um dado importante para saber. Não tem de ser apenas uma compra, podia ser um registo numa newsletter ou num formulário duma landing page, em que o utilizador seria levado à mesma para uma thank you page.

O Evento padrão correspondente a isto seria o da Compra (“Realização de uma compra” na tabela dos Eventos Padrão), que também iria conseguir obter este dado estatístico.

Existem vantagens e desvantagens de usar um ou outro tipo de evento.

Os eventos padrão são mais fiáveis porque medem coisas específicas, enquanto os eventos (ou conversões) personalizados podem gerar dados menos precisos se não tiver cuidado ao definir as suas regras de URL.

Os eventos padrão proporcionam também um maior número de funcionalidades, tais como os parâmetros que se podem adicionar (alterar moeda e valor em Lead, por exemplo), enquanto os eventos personalizados são percebidos como sendo mais fáceis de definir (porque não é necessário adicionar linhas de código ao código base do pixel do Facebook).

Eis as diferenças entre os eventos padrão e os eventos (ou conversões) personalizadas.

Eventos padrãoConversões personalizadas
Criados ao adicionar ao código base do píxel do Facebook.Não é necessário código adicional. Criadas no Gestor de Anúncios com regras de URL.
Personalizados com parâmetros. Personalizadas com regras de URL detalhadas.
Relatórios associados. Relatórios separados.
Compatíveis com anúncios dinâmicos. Incompatíveis com anúncios dinâmicos.

 

Conclusão

Quaisquer seja o tipo de eventos que use, as conversões são uma das métricas mais importantes no marketing. Sem poder acompanhar as suas conversões, é como se estivesse a mandar esparguete à parede e não saber quantos fios lá ficaram agarrados.

Gostou do artigo?

Receba conteúdo de marketing e ferramentas para aumentar as vendas e crescer a sua empresa.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.