Não vai conseguir converter todos os seus visitantes em leads ou vendas, independentemente de quão irresistível é a sua oferta.

Por isso existe o remarketing, que mantém a sua oferta “top of mind” para os seus prospetos. Neste artigo irá aprender 8 maneiras de usar o remarketing do Google para aumentar as suas conversões (gerar leads ou vendas).

O José vai a uma loja online de suplementos porque está interessado em comprar um multivitamínico. Viu alguns suplementos e até adicionou alguns produtos ao carrinho, mas eventualmente sai da loja. Mais tarde, enquanto navega pela web, vê um anúncio num desses sites para voltar à tal loja e concluir a compra.

Isto é um exemplo de remarketing (também chamado de retargeting).

O remarketing é o processo de colocar um cookie ou pixel no browser do utilizador para que quando eles abandonam o seu site, é lhes mostrado uma imagem ou texto ao navegarem em outros sites pela web.

Por exemplo, se estiver num website a ler um artigo sobre exercícios para abdominais, e depois sai, mais tarde, ao navegar em outros websites na web, poderá vir a ser-lhe mostrado anúncios de texto ou imagem sobre o website anterior onde esteve a ler o artigo dos abdominais.

Remarketing / Retargeting explicação

Normalmente o remarketing é feito para lojas online, para lembrar o visitante para concluir a sua compra, mas também pode ser usado numa série de outros mercados.

Por exemplo, um oculista online que mostra anúncios remarketing “Ainda não fez o seu teste?” ou uma blogger que mostra remarketing de “como tirar fotos profissionais das tuas receitas” para as pessoas voltarem ao blog dela para lerem o artigo ou comprarem o curso dela.

Ver também: Como fazer campanha de remarketing no Google

Através do remarketing, garantimos que os clientes que abandonam os seus carrinhos são lembrados para concluir a compra. É também útil para lembrar as pessoas da sua marca seja onde for que eles estejam na internet. O remarketing é ótimo para voltar a interagir com os visitantes e ganhar leads que de outra maneira não iriam ser conquistadas.

O remarketing é normalmente usado para melhorar as taxas de conversão, como por exemplo empresas que querem levar o visitante através dum funil, desde conversão de visitante em lead, até conversão de lead em cliente.

Isto é aplicável tanto a produtos como serviços.

O remarketing (ou retargeting) é bom para segmentar o seu público-alvo. Isto pode ser feito ao instalar tags (etiquetas) de remarketing apenas para visitantes que fizeram certas ações num website.

Ao utilizar segmentação de comportamento para enviar os anúncios certos para as pessoas certas, os seus anúncios tornam-se mais relevantes e apelativos, o que baixa o custo por clique e aumenta as suas conversões a longo prazo.

Pode usar várias ferramentas para o remarketing, mas uma das formas mais fáceis de voltar a interagir com os seus visitantes é através do Google Remarketing. O remarketing do Google permite às empresas voltar a interagirem com o seu público de acordo com as ações que eles fazem no seu site.

Google Remarketing: como fazer

Para criar uma campanha de Google Remarketing é necessário:

  1. Gerar etiqueta remarketing e colocar no seu site. Inicie sessão no Google Adwords, clique em Campanhas > Biblioteca partilhada > Público-alvo > Visitantes do website.
    Isto irá gerar uma etiqueta de remarketing, que é um código para ser colocado no rodapé de todas as páginas do seu site. Se o seu site é um gestor de conteúdos (Drupla, Joomla, WordPress) e tem um ficheiro de rodapé que é comum a todo o site (ex.: footer.php), é aí que o pode colocar.
  2. Criar uma lista de remarketing. Por exemplo, pode criar uma lista de remarketing para utilizadores que visitam a categoria de páginas de multivitamínicos no seu site. A etiqueta de remarketing diz ao Adwords para guardar estes visitantes para a sua lista de “Categoria de multivitamínicos.
  3. Quando as pessoas visitam essa página, o cookie ID delas é adicionado à lista de remarketing.

  4. Criar uma campanha de remarketing que usa lista de remarketing criada. Crie uma campanha com anúncios que comunicam uma mensagem específica para mostrar apenas às pessoas que visitaram a “Categoria de multivitamínicos”, ou seja as páginas de suplementos vitamínicos no seu site. Estes anúncios serão mostrados aos utilizadores quando eles pesquisam no Google ou navegam por sites que pertencem à Google Display Networks, ou seja, o seu anúncios poderá aparecer quando está num site qualquer que tem Adsense ou que permite anúncios de texto ou banners de imagens.

Etiquetar site online

Após completar estes passos, pode escolher o tipo de anúncios que quer usar para a sua campanha de remarketing.

Google remarketing: tipos de anúncios

Podemos usar o Google Remarketing de várias formas para aumentar as leads e as vendas.

1. Remarketing com anúncios de texto

Texto é o formato de anúncios mais simples e aquele mais usado na Google Display Network. Existem diferentes tipos de anúncios de texto, desde os anúncios de texto normal, anúncios de texto nativos e anúncios de texto multimédia.

Anúncios de texto são o formato mais comum na Rede de Display. Pode personalizar o tipo de letra, cor e botão do anúncio de forma se enquadrar com cada site que irá mostrar os seus anúncios. Se tiver um favicon, o Adwords irá juntá-lo ao seu texto, juntamente com a URL. Este tipo de anúncios pode ser em espaço total (preenche o espaço total permitido ao anúncio, parcial (anúncios que partilham o mesmo espaço com outros anúncios), ou tipo revista (exibidos apenas na Rede de Display).

Anúncios de texto nativos são aqueles que se integram com o look e feeling do website em que são exibidos. É possível complementar o anúncio com o seu logótipo, extraído da conta Google+, ou de outras imagens de terceiros, com o propósito de aumentar o desempenho dos anúncios (texto e imagem capta mais à atenção do que apenas texto).

Anúncios de multimédia são exibidos de forma semelhante aos anúncios da Rede de Display, no qual se pode usar um logótipo, extraído a partir duma conta Google+, ou de imagens de terceiros. O esquema de cores do anúncios é feito para corresponder ao logo ou à imagem usada no anúncio.

2. Remarketing com anúncios de imagem

Uma boa maneira de fazer remarketing no Google é ao usar anúncios de Imagens. Com o Adwords, os anunciantes podem carregar diferentes tipos de imagens: imagens não animadas (ex.: JPEG), imagens animadas (ex.: .GIF), anúncios HTML5 (arquivos .ZIP contendo ficheiros .HTML) e anúncios FLASH (.SWF).

Quanto aos tamanhos, existem vários que se podem usar para estes anúncios de imagens, tais como 468×60, 300×250, entre outros. Veja uma lista completa de tamanhos para estes anúncios de banner, com e sem animação.

Pode igualmente ver a lista na ajuda oficial do Google e aconselho também a ver a política do Google em relação às imagens usadas para este tipo de anúncios: https://support.google.com/adwordspolicy/answer/176108?hl=pt-BR.

3. Remarketing com vídeos YouTube

O vídeo é uma ótima escolha para um anúncio e podem trazer bons resultados para uma campanha de remarketing.

Os vídeos permitem captar a atenção dos seus potenciais clientes, sendo mais apelativos do que os anúncios de texto e imagens, conseguindo assim obter uma maior interação com os utilizadores ao explicar e demonstrar o seu produto ou serviço em apenas 30 segundos (o limite).

Para usar vídeos YouTube para propósitos de remarketing, tem de ligar a sua conta YouTube à sua conta Adwords. Quando tiver as contas ligadas, pode criar listas de remarketing com anúncios que serão exibidos para pessoas que fizeram as seguintes ações no YouTube:

  • Pessoas que visualizaram qualquer dos seus vídeos
  • Pessoas que tomaram uma ação (gosto, comentário, etc) de qualquer dos seus vídeos
  • Pessoas que visualizaram o seu video como anúncio TrueView
  • Pessoas que visitaram ou subscreveram o seu canal YouTube

4. Remarketing com Públicos-alvo semelhantes

Os públicos-alvo semelhantes no Google permitem encontrar pessoas que partilham características com as pessoas que visitaram o seu site.

Ao adicionar “públicos-alvo semelhantes” ao seu grupo de anúncios, pode mostrar os seus anúncios a pessoas cujos interesses são semelhantes aos visitantes do seu website, de forma a conseguir alcançar novos e potenciais clientes.

O Google irá automaticamente saber quais das suas listas de remarketing para públicos-alvo semelhantes baseado em vários fatores, incluindo o número de visitantes da lista original, como é que as pessoas foram adicionadas à lista, os tipos de sites onde estes visitantes navegaram, entre outros.

No entanto, o Google apenas pode definir um público-alvo semelhante para as suas listas de remarketing (não está disponível para os outros anúncios normais).

Lembre-se que não tem de usar o remarketing apenas para vender um produto numa loja online, pode usar o remarketing para exibir anúncios para os leitores do seu blog, para depois levá-los a landing pages (páginas de destino) onde captura os seus dados ou lhes faz uma venda.

5. Usar Google Analytics para Remarketing

O Google Analytics é a ferramenta de eleição da maioria dos profissionais que analisam os dados de websites.

Neste caso, o Analytics é uma boa ferramenta para o remarketing, em que podemos por exemplo ver o tempo médio passado no seu site e de onde é que as pessoas vieram (país, região) para criar um público-alvo de retargeting para criar anúncios específicos para estas pessoas.

Outra maneira de usar o Google Analytics para retargeting é saber que páginas no seu site recebem mais atenção dos seus visitantes. As pessoas que saem do site a partir de diferentes páginas têm diferentes valores e irão responder de forma diferente aos anúncios, portanto é bom para criar anúncios específicos para o tipo de páginas por onde eles estiveram e em que passaram mais tempo a ver.

Por exemplo, visitantes que saíram do site a partir da homepage irão sentir-se menos ameaçados com incentivos do género e-books, enquanto visitantes que passaram mais que três minutos no seu website podem estar recetivos a um pedido de contacto ou proposta.

6. Remarketing dinâmico

Com o remarketing dinâmico, as empresas podem mostrar anúncios de produtos e serviços a visitantes, que visualizaram esses mesmos produtos ou serviços no seu website anteriormente, quando navegam pelos websites que fazem parte da Rede de Display (onde os seus anúncios serão exibidos).

Isto ajuda os profissionais e as empresas a mostrar anúncios de forma automatica sem que tenham de criar anúncios individuais para diferentes produtos, sendo perfeito para lojas online que têm várias centenas ou milhares de produtos no seu catálogo.

O remarketing dinâmico do Google corresponde aos anúncios dinâmicos do Facebook.

7. Remarketing para aplicativos móveis

É possível mostrar anúncios a pessoas que usaram a sua aplicação móvel ou website mobile (responsivo) quando usam outras aplicações móveis ou navegam em outros websites mobile.

Uma forma simples de fazer remarketing com as apps móveis é fazer com que os seus visitantes façam uma compra a partir da app para aumentar a interação total destes após terem descarregado a sua aplicação.

8. Listas de remarketing para anúncios de pesquisa

As listas de remarketing para anúncios de pesquisa são uma funcionalidade que o Google disponibiliza desde 2012.

Esta funcionalidade permite mostrar anúncios aos seus visitantes passados quando eles fazem pesquisas no Google (e em sites de parceiros), após saírem do seu site.

Pode ainda adaptar os lances nos anúncios de pesquisa e de compra para licitar de forma mais agressiva ou passiva dependendo das pesquisas das pessoas que estão na sua lista de público-alvo.

Estas são as 8 formas de usar o remarketing do Google para aumentar as suas vendas. Se achou este artigo útil, partilhe com os seus colegas.

Gostou do artigo?

Receba conteúdo de marketing e ferramentas para aumentar as vendas e crescer a sua empresa.


Notice: presscore_display_share_buttons_for_post foi chamada incorrectamente. Function is deprecated, use the7_display_post_share_buttons instead. Por favor veja Depuração no WordPress para mais informações. (Esta mensagem foi adicionada na versão 7.8.0.) in /home/joaoxgaz/public_html/wp-includes/functions.php on line 5167

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment