Imagem para artigo de objetivos Google Analytics

O Google Analytics apresenta várias formas de monitorar que vão para além do simples carregamento do código UA nas suas páginas. Uma das funcionalidades importantes do Google Analytics são os “Objetivos”. Estes permitem monitorar um destes elementos:

  • quantas pessoas chegam a uma certa página;
  • quantas pessoas ficam no seu site pelo mínimo tempo;
  • quantas pessoas viram um mínimo número de páginas no seu website;
  • quantas pessoas desencaderaram um evento (tal como preencher um formulário).

Normalmente as pessoas têm problemas em criar estes objetivos Google Analytics. Não só entravam em como o fazer, mas também quais objetivos criar. Não é fácil porque requer pensar um bocadinho sobre isto, mas neste artigo vou mostrar como fazer ambos.

Porquê criar “objetivos”?

Objetivos dão-nos uma boa quantidade de informação útil. Com objetivos pode monitorar se as pessoas estão a fazer no seu website aquilo que quer que elas façam (uma venda, ver um vídeo, preencher um formulário).

Há várias coisas que os visitantes ao seu website podem fazer que o podem beneficiar, por isso é que monitorar o que estes visitantes estão a fazer revela informação de alto valor.

Ao criar objetivos, tem a opção de definir vários passos, se ligar a opção “Funil”.

Funil no Google Analytics

Ative o funil

Um funil é o processo pela qual as pessoas passam para comprar um dos seus produtos, ou para se inscrever na sua newsletter. Pode criar quantos passos quiser, mas aconselho a criar apenas os que são necessários.

Se há algum passo não necessário, não é parte do funil, porque as pessoas também podem vir de outras páginas. Os visitantes, terão de ter visto a sua página sobre um produto específico antes de o terem adicionado ao carrinho e comprá-lo.

Os fúnis são maravilhosos. Quando criar um objetivos com um funil, pode ver como é que o objetivo está a correr no seu painel de Google Analytics em Conversões > Objetivos > Visualização de Funil.

Visualização de Funil

Isto é uma maneira visual de poder perceber o que está a acontecer com o seu objetivo.

Gráfico de visualização de funil

O gráfico mostra quantas pessoas viram o carrinho (view cart), iniciaram o processo de compra (start checkout) e finalizaram a compra (checkout completion).

Definir objetivos com fúnis como mostrado anteriormente, dará-lhe boa informação sobre como é que os seus produtos estão a desempenhar, assim como mostra as páginas (ou processos) associados. Consegue ver se a sua página de produto está a ter pessoas que adicionam algo ao carrinho, e quando as pessoas adicionam ao carrinho, quantas delas compraram o produto. Tudo isto disponível no Funil de Visualização.

Como crio objetivos?

Cria objetivos na secção de Admin do seu painel do Google Analytics. O separador Admin encontra-se no canto superior do menu após ter entrado na sua conta Analytics. Após clicar em Admin, aparecerão três colunas. A coluna mais à direita será parecida com isto.

Objetivos no Google Analytics

Clique em Objetivos. Para criar um objetivo, clique em Novo Objetivo. Note como tem um total de 20 objetivos. Deverá chegar para as suas necessidades, mas se quiser mais do que 20 objetivos terá de pagar pelo serviço de Google Analytics.

Novo objetivo

Na descrição do objetivo, escolha o nome e tipo de objetivo. Para uma explicação sobre os 4 tipos diferentes, leia em baixo.

Descrição do objetivo

  • Destino – criar um objetivo usando o Destino permite-lhe criar um objetivo para as pessoas que vão parar a uma certa página. Por exemplo, se tem um formulário de contacto, e este tem uma página de obrigado ou confirmação, pode monitorar todos aqueles que chegaram a essa página.
  • Duração – permite monotirar todos aqueles que passaram um tempo mínimo no seu website.
  • Páginas/ecrãs por sessão – faz o mesmo que Duração, mas aplicado a visualizações de página. Quando as pessoas chegam a um patamar mínimo de número de visualizações de página que definiu, serão contados como um objetivo concluído.
  • Evento – este é um pouco mais complicado, pois requer código, já que os eventos precisam de ser definidos primeiro. No entanto, são uma funcionalidade poderosa depois de os definir, pois pode monitorar quantas vezes um vídeo no seu website foi visto (entre outros eventos).

Expressões regulares nos objetivos

Ao criar objetivos de “Destino”, vai encontrar estas opções.

Expressões regulares

O “é igual a” é como o nome indica. O endereço (URL) que as pessoas visitam tem de ser exatamente o endereço que colocou. Portanto se tem variáveis na sua campanha, ou uma subpágina, não será contado para este objetivo.

O “começa por” é o oposto do anterior. Aqui, tudo o que começa com o endereço que colocou será contado para este objetivo.

O “expressão regular” é o mais complicado e é a opção mais poderosa dos três. A expressão regular, ou regex, é uma sequência de padrões que, se usados corretamente, podem ser muito específos naquilo que quer segmentar.

Como exemplo, suponha que tem uma loja com mais de 20 produtos. Como a conta grátis do Google Analytics tem um limite de 20 produtos, não conseguirá integrar todos os seus produtos como objetivos. Mas o que pode fazer é criar um objetivos para cada marca que usar, com os objetivos regex. O seu objetivo de destino será a página de confirmação após o checkout. E se a marca que quiser monitorar for “DesignPT”, pode adicionar uma linha regex como esta:

/(.*)/designpt/(.*)

Esta expressão irá monitorar tudo aquilo que tiver /designpt/ no endereço. Cada passo num objetivo duma expressão regular e funil deve ser escrito em regex. Verifique se o seu regex não corresponde a ouros objetivos, ou será contado em duplicado.

Que objetivos devo criar?

Crie objetivos que lhe sejam úteis, tantos quanto se lembrar, mas desde que sejam relevantes. Há muitas coisas que se pode lembrar de monitorar, mas podem não ser relevantes para obter informação que lhe vá ganhar dinheiro ou notoriedade para o seu website/negócio.

É aqui que entra uma estratégia bem pensada. Terá de pensar sobre aquilo que quer que os seus visitantes façam quando estão no seu website. Para uma loja online, eis alguns exemplos de objetivos.

  • Objetivo para cada produto da sua loja, ou caso tenha mais de 20 produtos, criar uma expressão regular para cada categoria de produto ou marca através do regex;
  • Objetivo para cada inscrição de newsletter;
  • Objetivo geral para as suas vendas.

Pode monitorar outras coisas mais específicas nos seus objetivos, como por exemplo, monitorar quantas pessoas viram o seu vídeo, ou quantas pessoas avaliaram o seu produto. Tudo isto depende daquilo que quer que o seu website faça, e o que quer que as pessoas façam nele.

Atribuir valor

Atribuir um valor aos seus objetivos é importante para distinguir de entre os seus objetivos. Por pré-definição, esta opção está desativada, mas aconselho ligá-la. Se não atribuir um valor aos objetivos, não consegue percebe quais são os objetivos mais lucrativos.

Valor de objetivo

Há 3 maneiras de atribuir valores aos seus objetivos.

1. Valores atuais

Suponha que oferece alguns serviços que têm um preço fixo. As pessoas podem contratá-lo(a) pelos seus serviços e pagar-lhe em adiantado. Se for este o caso, basta atribuir esse preço como valor para cada objetivo de cada serviço. Assim consegue saber quantas vezes um objetivo foi concluído, já que um dos seus serviços foi requisitado/comprado.

Note que neste caso as pessoas tiveram de pagar adiantado, caso contrário, não funcionaria. Como o preço dos seus serviços são sempre os mesmos neste exemplo, se as pessoas não têm de pagar imediatamente para que o objetivo seja contado como objetivo (contratar o serviço), há a possibilidade de que elas não paguem, e assim nenhum é contado.

2. Valores médios

Quando as pessoas não têm de pagar em adiantado, ou quando apresenta produtos ou serviços que tem preços variáveis (como os nossos serviços de web design), ou quando os objetivos geram leads, precisa de atribuir valores médios. Os valores médios têm de ser calculados de três formas diferentes para as três opções que mencionei neste parágrafo.

  1. Quando os preços dos seus produtos variam, faça a média do valor da encomenda do último período de tempo (pelo menos um mês para trás). Assim terá uma estimativa do que cada encomenda lhe ganha, em média.
  2. Quando as pessoas não pagam em adiantado, haverá uma percentagem de pessoas que não pagarão de todo, mesmo após requisitarem o serviço. Terá de saber que percentagem é essa. Se o seu serviço custa €100 e 50% das pessoas não pagam, o seu valor atribuído deverá ser €50.
  3. Partilhas nas redes sociais ou um preenchimento de formulário, que são coisas que não tem um valor direto, podem-lhe fazer ganhar dinheiro eventualmente. É esse o propósito de geração de leads. Para atribuir valores relativos deverá saber as suas taxas de conversão de leads. Ou seja, saber, por exemplo, quantos formulários de contacto tiveram de ser preenchidos para gerar uma venda dum dos seus produtos/serviços. Se for 5%, então por cada preenchimento dum serviço de €100, vale €5. É esse o valor da sua lead, neste caso.

3. Valores relativos

Se está a criar objetivos para coisas que não lhe estão a ganhar dinheiro, pode atribuir valor relativos. Estes são valores que mostram quais dos objetivos lhe são mais valiosos. Se prefere que as pessoas se inscrevam na sua newsletter como sendo mais importante do que gostar da sua página Facebook, pode atribuir ao objetivo de inscrição da newsletter um valor de 2, e ao gosto da sua página Facebook um valor de 1. Ou pode até atribuir um valor de 3 e 2, respetivamente, conforme a “força” que quer que cada um deles tenha.

Mas isto não leva muito tempo?

Isso vai depender da sua estratégia e de quão grande é o seu website. Se tiver um website e-commerce com muitos produtos, sim, irá levar tempo e técnica. Pode ser complicado encontrar tempo para criar tudo isto corretamente, mas valerá a pena se estruturar tudo bem.

SUMÁRIO

  1. Pense para que quer os seus objetivos, lembrando que tem um limite de 20 objetivos numa conta Google Analytics gratuita;
  2. Use a opção do funil. Isto dá-lhe informação valiosa dos seus objetivos;
  3. Se perceber como usar expressões regulares, use-as, porque darão-lhe mais controlo e informação do que as outras opções;
  4. Atribua valores aos seus objetivos para que possa comparar o desempenho deles.

Vá criar os seus objetivos. Não há desculpa para evitar definir os seus objetivos. Vale a pena o tempo que dedicar a eles e ficará impressionado com o quanto os irão ajudar.

Já criou alguns objetivos? Escreva nos comentários.

Recursos adicionais

Se quer saber mais sobre certos relatórios no Google Analytics, pode ver os vídeos instrucionais do Google em https://analyticsacademy.withgoogle.com/explorer

Veja o vídeo sobre objetivos do Google Analytics.

Gostou do artigo?

Receba conteúdo de marketing e ferramentas para aumentar as vendas e crescer a sua empresa.


Notice: presscore_display_share_buttons_for_post foi chamada incorrectamente. Function is deprecated, use the7_display_post_share_buttons instead. Por favor veja Depuração no WordPress para mais informações. (Esta mensagem foi adicionada na versão 7.8.0.) in /home/joaoxgaz/public_html/wp-includes/functions.php on line 4778

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment