Construir marca pessoal nas redes sociais

Muitas das grandes marcas mundiais têm fundadores ou CEOs, cuja marca pessoal é pelo menos tão grande como a marca ao qual estão associados.

Estou a lembrar-me, por exemplo da Virgin – Richard Branson ou Facebook – Mark Zuckerberg.

Construir uma marca pessoal, pode ser uma alternativa atrativa para a construção de uma marca para o seu negócio.

Normalmente os clientes preferem se conectar com a pessoa que está por trás do negócio.

No que diz respeito ao crescimento do seu negócio, as redes sociais vão desempenhar um papel importante na conexão com os seus potenciais clientes.

E se usar isto da maneira certa, pode tornar-se uma marca. As pessoas vão começar a ouvir o que tem a dizer. Tornar-se-á um especialista, um líder e as pessoas vão procurar por si para obter informações e vão acabar por se aperceber do seu negócio.

Mas, não é tão fácil como parece e configurar uma conta Facebook ou LinkedIn é apenas o princípio. Neste artigo, vou deixar oito dicas para construir marca pessoal nas redes sociais.

1. Comece por descobrir se uma marca pessoal é o que realmente precisa

Comece por perceber quais são os seus objetivos e pelo que quer ser conhecido. Esta é uma análise importante no processo quer esteja a construir uma marca pessoal ou comercial, a regra é sempre as mesma: a sua mensagem tem de ser clara.

Se tem um negócio, por exemplo uma loja online, faz sentido criar uma marca pessoal? Poderá ser melhor construir a marca do seu negócio, pois os seus clientes normalmente não estarão a lidar consigo pessoalmente.

Nesta circunstância o seu logótipo e a mensagem da sua marca, são mais importantes de serem lembrados para os seus clientes. A qualidade do seu negócio e os produtos que eles recebem são mais importantes para eles, do que quem está por trás do negócio.

Se no entanto, estiver numa posição voltada para o cliente, a trabalhar num negócio onde lida com os clientes face a face ou se a sua empresa está focada em si e nas suas próprias experiências. Por exemplo, um blogger que quer vender os seus próprios produtos ou serviços, aqui faz mais sentido criar uma marca pessoal.

Bonecos a apertar mão

Isto dá muito trabalho, mas tornar-se no “rosto” do seu negócio pode ter um impacto positivo nas vendas directas, se for bem-sucedido em deixar uma boa impressão a potenciais clientes nas redes sociais.

Também, terá uma grande vantagem em poder ver e conectar-se com o seu público-alvo online.

Também pode ter uma marca comercial e pessoal e mantê-las separadas, mas é melhor concentrar os seus esforços numa só.

2. Escolha a plataforma certa para a sua marca

Escolher a melhor plataforma para a sua marca é fácil, quando se conhece o público-alvo. Basta escolher a plataforma que a maioria deles está a usar.

Não escolha uma plataforma por ser a que tem mais usuários, de que serve ter muitos usuários, se o que tem para dizer não interessar a esses usuários.

Escolha também a rede social que melhor se adequa à sua industria. Por exemplo, se é uma florista ou tem uma loja de roupa pode ser uma boa ideia escolher uma plataforma mais visual como o Instagram.

Rapariga portátil com lâmpada

Concentre a sua atenção em uma ou duas redes sociais apenas, pois precisará dar-lhes toda a sua atenção para causar impacto.

Eis uma lista das redes sociais mais populares que poderá usar para criar uma marca:

  • Facebook: uma boa escolha para se conectar com potenciais clientes.
  • LinkedIn: definitivamente uma plataforma de nicho, e não tão fácil de construir relacionamentos significativos, mas ótima se o seu negócio estiver num setor mais corporativo, por exemplo consultoria ou recrutamento.
  • Twitter: bom para se conectar com influenciadores na sua indústria.
  • Pinterest: uma boa opção para construir uma marca pessoal em torno de conteúdo visual por exemplo, design de interiores ou mesmo a indústria alimentar.
  • Instagram: outra boa escolha para o conteúdo visual, é mais fácil do que o Pinterest para se conectar com a sua audiência e influenciadores.

3. Criar uma estratégia

Qual a história por trás da sua marca? Se o objetivo final é levar as pessoas até ao seu negócio, como irá usar as redes sociais para atraí-las? A sua estratégia deve seguir as metas que estabeleceu e a razão para criar a sua marca pessoal.

Outra coisa a ter em atenção é o seu “tom de voz”. Isto irá ajudá-lo a criar relacionamentos com os seus potenciais clientes, estabeleça o seu tom de voz e mantenha-se fiel a ele durante os seus esforços nas redes sociais, para ajudar o seu público-alvo a se familiarizar com a sua marca.

Utilizador a mexer no portátil

As conexões são construídas com base na consistência. E ter contas nas redes sociais é uma coisa, manter consistência é outra. Sem planear os seus pots, não poderá criar consistência necessária para manter os seus seguidores envolvidos com a sua marca. Quando publica é tão importante quanto o que publica.

Nem sempre é fácil encaixar as publicações numa agenda ocupada, por isso pode usar ferramentas de agendamento de publicações. Eis um artigo sobre porquê agendar publicações nas redes sociais.

As ferramentas para agendar publicações nas Redes Sociais, são uma ótima maneira de economizar tempo ao gerir as suas redes sociais, ao planear os seus pots com antecedência, mas não se esqueça de verificar as suas notificações para que possa responder a perguntas ou comentários de forma oportuna.

4. Criar conteúdo

Construir uma marca nas redes sociais significa adicionar conteúdo de qualidade ao seu canal, para manter a sua audiência comprometida. Quanto mais o seu conteúdo for lido e partilhado, mas rápido a sua marca cresce.

O seu conteúdo deve ser uma mistura de artigos que escreveu, publicações de pessoas cuja opinião você respeita ou as que achou interessantes e valiosas.

A melhor forma de descobrir o tipo de conteúdo que deve partilhar é observar o seu público-alvo e o tipo de posts com os quais eles interagem mais. O que é que tem mais gostos, comentários e partilhas?

Botão like 3d

Os comentários nos seus posts são um bom indicador, porque mostram que o seu material provocou uma resposta suficientemente forte para que as pessoas percam o seu tempo para partilhar consigo o que pensam, depois de ler o seu post.

Os comentários, também lhe dão a oportunidade de se conectar com o seu público e recolher feedback, que pode usar para melhorar os seus posts.

As partilhas ajudam a promover o seu trabalho. Também são um sinal muito bom de que está a produzir material de qualidade e a causar impacto, tanto que os seus seguidores se sentem motivados a partilha-lo.

Claro que produzir consistentemente conteúdo de qualidade é desafiador e existirá momentos em que parece que se fica sem ideias. É aqui que entra a curadoria de conteúdos, uma boa estratégia para preencher as lacunas e mostrar um lado diferente da sua marca.

Para começar pesquise os líderes e influenciadores da sua indústria, encontre o melhor conteúdo deles e partilhe-o com os seus seguidores. Ter uma mistura de conteúdo seu e curadoria de conteúdos na sua página, ajuda a criar uma imagem completa de quem você é e do que acredita como marca.

5. Seja consistente

Quando começar pode sentir que ninguém está a ver as suas publicações. E acredite ou não estes são os momentos em que precisa ser mais ativo.

Mesmo que não tenha seguidores, não desista continue. Quando os visitantes chegam a sua página de perfil, é o conteúdo que já está lá que vai atraí-los, não o conteúdo que planei colocar depois de atingir o número desejado de seguidores.

Os seus seguidores precisam se acostumar a ver os seus posts na timeline deles. Com milhares de pessoas a colocarem posts por segundo, os seus posts podem se perder facilmente. Se não continuar consistente será rapidamente esquecido.

Crie um calendário de conteúdos para saber quando colocar e o que colocar. Isto dará à sua estratégia de conteúdos um caminho a seguir. Pode arranjar templates ou software online, mas o seu calendário não tem de ser nada muito elaborado. Pode até criar um por si, ao usar o Excel ou uma tabela no Word.

A consistência irá gerar frutos eventualmente, e quando o fizer precisa estar pronto para converter os seus novos seguidores em clientes. É por isso que, grande parte do conteúdo que partilhou, deve ir para o seu site. É onde deseja que o seu público-alvo vá parar, não é?

6. Identificar e envolver influenciadores

Os influenciadores, são uma parte crucial da construção de uma marca nas redes sociais. O alcance e autoridade deles significa que uma partilha, pode fazer o seu pots ser visto por uma incrível quantidade de pessoas.

Descubra quem tem autoridade no seu nicho, siga essas pessoas e comece a partilhar o conteúdo delas.

Teclado com key Share

Fazer comentários sobre o trabalho dos influenciadores, bem como partilhar o conteúdo deles é uma ótima forma de se colocar no radar deles.

Sempre que os seus seguidores partilham o seu conteúdo, agradeça-lhes ou faça gosto. Isto deixa uma boa impressão, mostra apreciação e ajuda a construir conexões.

7. Analise os resultados

Analisar os resultados é a melhor maneira de poder fazer melhorias. Ao analisar quais os seus posts com maior envolvimento, pode continuar a fazer mais posts desses e continuar a ver bons resultados.

Pode ver quais são as redes sociais que mais pessoas leva ao seu site, para que possa direcionar o seu foco para essas. Analisar resultados permite que experimente coisas novas, uma parte fundamental da construção de uma marca pessoal.

Não vai saber qual é a sua cesta dos ovos de ouro, até que tente coisas novas e melhore a sua estratégia continuamente.

Veja as estatísticas na própria plataforma e se quiser ver se o tráfego que redirecionou para o seu site foi bem-sucedido ou não, eu recomendo o Google Analytics.

8. Publicidade

Não há uma solução rápida para construir uma marca pessoal nas redes sociais. Paciência e perseverança são necessárias, mas se escolheu o Facebook ou o Instagram, pode tirar partido da publicidade paga.

Uma campanha publicitária segmentada, pode dar um impulso aos seus resultados, porque atrairá o tipo de público certo para a sua marca incluindo os seus influenciadores. Vai ter de gastar algum dinheiro, mas vai acabar por tirar proveito.

Resumindo

O processo de construção de uma marca pessoal nas redes sociais, pode ser dividido em oito passos simples que abordámos neste artigo.

Comece por descobrir quais são os seus objetivos, escolher a plataforma certa para construir a sua marca e desenvolver a sua estratégia. Depois de ter um plano de ação, pode começar a criar conteúdo e envolver os influenciadores a partilhar e a comentarem o seu conteúdo.

Analise os resultados obtidos, pode fazê-lo nas próprias ferramentas de estatísticas da plataforma. Experimente anúncios pagos para atrair o público certo para o seu conteúdo. E o mais importante de tudo mantenha-se consistente.

Com paciência e dedicação aos seus objetivos, irá criar uma marca pessoal próspera.

Artigos relacionados
Como Impor uma Marca
5 Dicas para criar uma marca memorável

A nossa agência digital ajuda a comunicar o melhor que a sua marca tem às pessoas, de forma inteligente. Peça ajuda dum profissional, invista na sua imagem, obtenha bom design & branding.

Logótipo
Design logótipo profissional
a partir de €200

Gostou do artigo?

Receba conteúdo de marketing e ferramentas para aumentar as vendas e crescer a sua empresa.


Notice: presscore_display_share_buttons_for_post foi chamada incorrectamente. Function is deprecated, use the7_display_post_share_buttons instead. Por favor veja Depuração no WordPress para mais informações. (Esta mensagem foi adicionada na versão 7.8.0.) in /home/joaoxgaz/public_html/wp-includes/functions.php on line 4773

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment