Muito é dito acerca de websites. A maioria das empresas não são claras sobre o que querem que o website faça por elas. O website é uma ferramenta. No entanto, a maioria das pessoas não tem ideia de como estão a usar esta ferramenta. Para a maiora dos empreendedores(as) e startups, um website serve o propósito de confirmar que somos legítimos. Por exemplo, se alguém já ouviu falar de si duma maneira ou de outra, eles vão ao seu website e confirmam a sua existência.

É como um cartão de contacto, é uma forma de ganhar alguma credibilidade.

Vamos então apontar o GRANDE erro que as pessoas normalmente fazem com o website delas e aquilo para que o seu website serve em diferentes etapas do seu negócio.

O seu website ao início

Ao começar, o seu website deve dizer “Eu sou legítimo(a)”. Mas muitas pessoas desenham o website delas de maneira a que diz tudo menos isso.

Algumas formas de melhorar a sua credibilidade é mostrar fotos do seu produto/serviço (ou de si mesmo) com pessoas que o seu público-alvo possa conhecer ou respeite, testemunhos e links para redes sociais e terceiros que podem verificar as nossas competências. Como exemplo, as recomendações no LinkedIn são ótimas para isto.

O objetivo é mostrar que as outras pessoas estão a falar sobre si.

O seu website não tem de ter fogo-de-vista e não tem de gostar dele, pelo menos nesta fase inicial. Ao princípio só tem é de servir a função dele.

Tenha em conta a sua estratégia geral de marketing, pois já deverá ter bem claro na sua cabeça a sua proposição única de valor, e aquilo que melhor tem para apresentar ao mercado, antes sequer de investir no seu website.

Não ter estas coisas pensadas é como um hotel que quer ter mais clientes sem mudar a roupa dos lençóis diariamente. Os clientes querem saber se as instalações são boas e higiénicas antes de se tornarem clientes.

Quando é altura de investir no seu website

Quando chega àquele ponto em que já tem uma boa quantidade de clientes, é esse o ponto no qual deve começar a investir mais no seu website. Dependendo da sua indústria, sugiro que espere até chegar ao ponto em que já teve dois ou três meses de faturação na ordem dos €5000 ou mais. Aí já pode dizer que tem algo sustentável, e que pode aumentar isso ao investir no seu website.

Para muitas pessoas, o website é a primeira coisa que fazem. Elas pensam que devem criar um website porque vão começar uma atividade ou um negócio.

Em vez disso, pense de outra maneira. Pense que vai começar um negócio, e que agora é hora de falar com uma dúzia de pessoas para saber se a minha ideia está validada no mercado, e depois é que se pode preocupar com as vendas.

Portanto, é uma questão de prioridade. Não é que os websites sejam maus, nem pensar, é claro que precisa deles. Só tem é de perceber para que é que o seu website vai servir, qual é o propósito que está a cumprir em cada etapa.

A menos que seja uma marca conhecida, o seu website não lhe trará lucros sozinho. As pessoas pensam que se criarem um site, de repente, toda a gente irá encontrá-los. Um website não faz isso. É necessário levar tráfego (visitantes) para lá. Quando eles lá tiverem aterrado, aí é que o website poderá ajudar a convertê-los em clientes pagadores.

Gostou do artigo?

Receba conteúdo de marketing e ferramentas para aumentar as vendas e crescer a sua empresa.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment