Dicas essenciais de copywriting para iniciados

Copywriting é conteúdo escrito em meio online (internet) ou físico (impresso). Copy é conteúdo usado para fins de marketing ou publicidade. Este tipo de conteúdo escrito é usado para persuadir o leitor ou a aumentar a perceção da marca.

Escrever anúncios ou conteúdo de marketing pode ser uma tarefa difícil mesmo para escritores e comunicadores veteranos.

O Copywriting é como que escalar os Himalayas. Nós sabemos que é possível, já vimos que é possível, mas também já vimos pessoas que se magoaram a tentar escalar a montanha.

Porque é que o copywriting é tão difícil?

Não é difícil a nível técnico, porque é possível para um completo principiante conseguir criar copy (texto) que envolve o leitor e o leva a agir (comprar, subscrever, outro).

O problema é que para a maioria das pessoas, vender é algo desconfortante. Poucas pessoas querem passar a imagem de vendedor de carros usados.

Além do mais, ao escrever, há um desfasamento entre a copy a ser criada e a pessoa que a está a ler. Não podemos corrigir o texto como podemos corrigir as nossas palavras ditas quando temos uma pessoa à frente, porque quando falamos com alguém podemos calibrar-nos a ela, ou seja, ver a sua linguagem corporal e perceber se a pessoa nos está a acompanhar nas ideias, se gosta do que estamos a dizer ou se está na defensiva.

Na escrita, lançamos as palavras na esperança de que elas sejam bem recebidas e que o leitor faça o que queremos que ele ou ela façam.

Mas há esperança.

O Copywriting não tem de ser um bicho de 7 cabeças. Podemos implementar um bom sistema de escrita ao dividir o copywriting em seis passos.

1. Venda benefícios, não características

Venda o “fresco”, não o gelo.

O que interessa é vender o benefício, não a caraterística.

CARACTERÍSTICASBENEFÍCIOS
Este iogurte biológico é nutritivo e tem boa proteína.Consumir iogurte biológico é bom para a sua saúde e deixa-o mais saciado.
Cada cápsula deste suplemento tem 1000mg de Vitamina C.Este suplemento evita resfriados e cura constipações.
Esta capa de telemóvel é fabricada com uma camada de fibra de carbono e reforçada em plástico.Com esta capa o seu telemóvel sobrevive a todas as quedas.
Este computador tem 16GB de RAM e um processador quad-core de 5GHz.Com este PC poderá trabalhar e jogar à velocidade da luz.

Deve-se reposicionar o produto de forma a vender o resultado final, o benefício, e não a caraterística. Um exemplo duma caraterística seria um nome duma tecnologia ou o nome dum certificado, que nada nos diz.

Para vender benefícios e não características, faça isto.

  1. Posicione o seu produto como a solução
  2. Mostre como é que o cliente pode usar o produto
  3. Apresente garantias para aumentar o valor do produto (dinheiro de volta, substituição)

2. Escreva de forma clara

Não tente ser inteligente, escreva de forma concisa e clara. Se não fala a linguagem do seu cliente, irá perdê-lo.

Escrever com pen

A sua copy deve ser um diálogo interno, imitando o que a pessoa diria a ela própria para se convencer de comprar o seu produto ou serviço.

O seu potencial cliente deverá poder dizer “Hmm, este telefone vai-me permitir gravar vídeo HD, cabe bem no bolso e é resistente. É ótimo se eu não quiser andar com a minha GoPro atrás”

Se é essa a mensagem que quer passar, faça-o de forma clara. Não use terminologia técnica, jargões ou palavras complicadas. Escreva “deixe a sua GoPro ou DSLR em casa e grave vídeo HD em alta qualidade com um telefone que cabe no seu bolso.”

3. Foque-se no título

O objetivo do título é que se leia o subtítulo. O objetivo do subtítulo é que se leia o corpo de texto, e o objetivo de ler o corpo de texto é que se leia o resto e se compre o produto.

Title tag

Tudo começa com o título. O título é o elemento mais importante da sua copy. É como captamos a atenção das pessoas.

Eis algumas fórmulas para escrever títulos que vendem:

4. Seja relevante

Gosta de publicidade? Se é como a maioria das pessoas, não. Nós não andamos à procura de publicidade e ver anúncios porque gostamos, porque temos mais que fazer com o nosso tempo e atenção.

anuncio criativo

Os anúncios que nos destacam são aqueles que têm um título interessante ou apelo visual, e destes, só aqueles que continuamos a ler são os que são relevantes para o problema que queremos resolver.

Perceba o seu público-alvo e crie um anúncio que dê resposta ao problema com que eles se deparam.

Escreva a quem quer chegar. Crie a sua buyer persona. Crie um nome, idade, sexo, local e interesses. Perceba porque é que eles compram e porque é que eles não compram. Fale diretamente para eles, seja específico(a) e irá aumentar a sua capacidade de chegar a mais pessoas e envolvê-las para que comprem os seus produtos e serviços.

5. Conheça o seu público

Investigue o seu mercado, a sua audiência e os seus concorrentes.

Homem sentado em avião

Os seus potenciais clientes: o que é que os motiva? Que tipo de pessoas é (veja ponto 4 acima)? Porque é que eles haveriam de ler o seu anúncio? O que é que eles ganham com isso?

Analise também a sua concorrência. Saiba o que é que eles vendem, como é que eles vendem e como é que o mercado responde à oferta deles. Leia 14 ferramentas para espiar a sua concorrência para ajudar nesta análise.

Acima de tudo, conheça bem o seu produto ou serviço. Por vezes os detalhes mais pequenos são aqueles que causam mais impacto.

Este passo é importante para saber contra quem está a competir no mercado pela atenção dos seus potenciais clientes, e o que é que eles dizem ou oferecem. Depois tem de determinar como fazer melhor que eles para apresentar os seus benefícios à melhor luz possível.

6. Repita o óbvio

A sua audiência/público-alvo precisa reconhecer o seu produto ou serviço como a solução finalmente aguardada para o problema deles.

Pássaro com lápis

Está a posicionar-se dessa maneira, ou está a partilhar informação de forma passiva na esperança de que sejam eles a perceber que o seu produto é bom?

Pode tirar o cavalinho da chuva porque não é essa a responsabilidade deles.

Tem de ser claro no seu texto, na sua copy. Se quer vender os seus serviços como freelancer, seja designer ou consultor de marketing, não pode simplesmente dizer “Se precisa dum consultor, eu sou a pessoa ideal para si”. Você quer mostrar aos seus potenciais clientes porque é que devem escolher os seus serviços (“escolha-me porque tenho 5 anos de experiência a aumentar 20% das vendas dos meus clientes”)

Conclusão: comece a escrever

Parta para a ação e comece a escrever. Não tem de ser perfeito, simplesmente comece a escrever.

Talvez o seu primeiro texto necessite de várias revisões, e é porque isso que deve começar o quanto antes, para poder olhar para trás e perceber os erros que fez nas primeiras tentativas. Isto é um pouco como os desenhos que fazíamos quando éramos pequenos, e agora olhamos para eles e pensamos em quão maus eles eram.

Ninguém irá ler a sua copy se não a escrever. Comece agora, aperfeiçoe depois.

Gostou do artigo?

Receba conteúdo de marketing e ferramentas para aumentar as vendas e crescer a sua empresa.

2 comentários

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.