Como Construir Marca Pessoal

Investir na sua marca pessoal, será que vale o esforço?

É provável que já tenha ouvido isto muitas vezes, se está na sua lista construir a sua marca pessoal, faz todo o sentido.

É um método conhecido para se destacar da multidão, e a concorrência está lá fora e online, o que significa que deve poder competir com pessoas qualificadas de todo o mundo.

A marca pessoal funciona bem para muitas pessoas em todos os setores. Alguns dos exemplos são realmente inspiradores.

Kobe Bryant, cinco vezes campeão da NBA, era um mestre em marca pessoal.

Ele começou a construir a sua marca pessoal, depois do seu último jogo. No entanto, desta vez ele foi além da venda de t-shirts e ténis autografados.

Para ter sucesso nos negócios, Bryant contou com a sua marca pessoal, que, por sua vez, foi alimentada pela chamada “Mamba Mentality”.

Mamba Mentality, significa ser capaz de constantemente tentar ser a melhor versão de si mesmo, disse Kobe Bryant em uma entrevista.

Conhecido na NBA como “Black Mamba”, ele tentou usar os mesmos princípios nos negócios.

Logo após o final de sua carreira no basquetebol, ele fundou a Art of Sport, uma empresa de cuidados para o corpo, para atletas. A paixão de Bryant pelo desporto e desempenho foi o principal motivador da marca.

Como resultado, a história por trás da marca de Bryant e a sua persona tornou-se um fator poderoso que diferenciava a Art of Sport num mercado lotado.

Embora, a Art of Sport seja uma grande empresa, ela tem algumas coisas em comum com muitos negócios.

Ele entrou num mercado lotado e não podia depender só da imagem corporativa e da marca, então Bryant usou a sua própria marca pessoal para impulsioná-la. Por outras palavras, eles escolheram usar uma pessoa, o seu gerente de negócios, como o seu “rosto”.

Se também está num negócio super competitivo, mesmo que ainda não seja tão famoso quanto Kobe Bryant, a sua história e portfólio pessoais são as únicas coisas em que pode confiar.

Isto significa muito trabalho. Vamos partilhar consigo as melhores dicas de marca pessoal para que as possa começar a implementar. Vamos lá.

5 Passos para construir marca pessoal

1. Perceba o que é uma marca pessoal

Embora seja fácil pensar que construir uma marca pessoal é partilhar a sua história de vida, não é exatamente assim.

É realmente sobre a maneira como as pessoas o/a percebem, então o seu principal objetivo é criar e manter uma certa reputação (um designer confiável e qualificado, por exemplo).

Como Jeff Bezos disse:

“A sua marca pessoal é o que as pessoas dizem sobre si quando não está na sala.”

Não poderíamos concordar mais. Uma marca pessoal é uma perceção.

Por exemplo, quando os fãs de desportos pensam em pessoas como Kobe Bryant, não é apenas um nome, porque também têm alguns sentimentos associados a essa pessoa (por exemplo: implacabilidade, espírito competitivo, domínio, “A mentalidade Mamba”).

A reputação associada a ele afeta os negócios também.

Portanto, precisa trabalhar na criação e manutenção de uma reputação. Tem de trabalhar na sua marca pessoal para garantir sucesso.

2. Defina o nome do seu negócio

Se você é quem faz todo o trabalho, o melhor caminho a seguir é usar o seu próprio nome. Será mais fácil ser reconhecido e usá-lo.

Outra ótima maneira de melhorar isso é adicionar algo que descreva o que faz. Por exemplo, “António Vaz – Designer Gráfico”. Curto e direto ao ponto.

Por outro lado, se tem uma agência que emprega outras pessoas, considere criar um nome único.

3. Crie a sua própria presença online

Não pode estabelecer uma marca pessoal sem criar uma presença online sólida. Portanto, existem alguns lugares a considerar:

  • O seu site pessoal
  • Os seus perfis nas redes sociais
  • O seu perfil numa plataforma de freelancers (se aplicável)

Website

A primeira opção é investir no seu próprio site. Como um currículo, seria o seu cartão-de-visita pessoal online, que também conta a sua história, compartilha os seus conhecimentos e serviços e responde à pergunta: “Porque este profissional é diferente dos outros?”

Fique com algumas das razões pelas quais a sua empresa/negócio precisa de um site:

  • Com a concorrência a aumentar a cada dia, um site seria uma boa maneira de se destacar, chamar a atenção e estabelecer credibilidade.
  • É uma ótima maneira de mostrar o seu trabalho e o que faz.
  • Estabelece a sua credibilidade e autoridade profissional. Ter um site é algo que muitos dos seus concorrentes não podem pagar ou não estão dispostos a fazer, no entanto, muitos clientes veem um profissional com um site pessoal como mais credível. Além disso, ao partilhar conteúdo como artigos e tutoriais num blog, também cria a sua autoridade profissional
  • Oferece aos seus clientes mais maneiras de entrar em contacto consigo.

Convencido/a? Se está perguntar-se por onde começar em termos de conteúdo, tente pensar no que os seus potenciais clientes gostariam de ver, para tomar a decisão de entrar em contacto consigo.

O que precisa saber antes de criar um site pessoal?

Não existe uma fórmula universal para um menu de um site, estes são alguns dos conteúdos essenciais a serem considerados:

  • Uma secção de portfólio.
  • Pelo menos duas opções para entrar em contacto, por exemplo: um formulário de contacto e uma rede social.
  • Uma descrição clara e concisa dos seus serviços para que os seus potenciais clientes possam saber como pode ajudá-los.
  • Ter uma foto profissional na sua na página Sobre (isto se aplica, também a todas as suas fotos de perfil pessoal)
  •  A sua história. É um fato conhecido que as pessoas acham mais fácil se conectar com outras pessoas, não com empresas, portanto, deve “humanizar” a sua marca ainda mais, ao partilhar a sua história no seu site. De fato, brand storytelling se tornou uma forma de arte essencial. Pode ter uma secção “Sobre mim”, na qual descreve concisamente como chegou aonde está agora.
  • Secção de prémios e realizações, para mostrar o reconhecimento do seu trabalho (isto também inclui uma lista de clientes).
  • Referências nos media também são ótimas conquistas a serem partilhadas, porque aumentam a sua credibilidade como profissional.
  • Integração de botão das redes sociais para ajudar os potenciais clientes a enviar mensagens para si, independentemente da página em que estão.
  • Um blog. Se possível, invista na criação de conteúdo, como artigos de instruções, dicas e histórias. Isto facilita que as pessoas se conectem a si, além de aumentar a credibilidade, ao mostrar os seus conhecimentos. Por exemplo, pode criar conteúdos sobre o seu processo, as últimas novidades, eventos e projetos recentes e futuros.
  • Search Engine Optimisation pode parecer assustador para a maioria de nós, mas existem maneiras criativas de fazer SEO. Faça as táticas possíveis para se classificar o mais alto possível nas pesquisas do Google.

Redes Sociais

Escusado será dizer que deve ter um perfil em todas as plataformas mais populares: Facebook, Instagram, LinkedIn e Twitter. É nas redes sociais que estão os seus potenciais clientes e, para conhecê-los, há algo que precisa fazer.

Aqui está o que saber para aproveitar as redes sociais para criar a sua marca.

Instagram

  • Crie a sua marca no Instagram partilhe fotos pelo menos algumas vezes por semana. É um ótimo lugar para partilhar as suas histórias e dos seus clientes através de fotos
  • Tente envolver os seguidores ao fazer perguntas em posts, oferecer brindes etc.
  • Ocasionalmente, promova os seus produtos e incentive os seus seguidores a visitar o seu site e ver o seu portfólio.

Facebook

  • Publique atualizações dos seus projetos
  • Partilhe conteúdo do seu blog
  • Partilhe posts para agradecer aos seus clientes e marque-os
  • Partilhe as suas conquistas e histórias pessoais

LinkedIn

  • Otimize o seu perfil LinkedIn para palavras-chave que os seus clientes usam para encontrar profissionais como você, ou seja, “Informático Lisboa”
  • Amplie a sua rede profissional, procure ter pelo menos 500 conexões (comece com os clientes dos sonhos e pessoas que visualizam o seu perfil)
  • Otimize a sua secção “Sobre” com palavras-chave e forneça um link para o seu site
  • Partilhe conteúdo relevante e de alta qualidade relacionado com a sua indústria, profissão, etc.
  • Forneça uma boa descrição da sua experiência, para que os seus potenciais clientes saibam que tem o necessário para realizar o trabalho deles.

Twitter

  • Use o nome verdadeiro para a conta para facilitar a localização da sua empresa
  • Atualize a sua biografia regularmente com informações cheias de personalidade e palavras-chave
  • Publique atualizações dos seus projetos.

Sites de freelancers

Muitos freelancers começam as suas carreiras nestas plataformas, portanto cuidar do seu perfil é fundamental.

Veja como garantir que o seu perfil funciona para criar a sua marca:

  • Otimize-o para palavras-chave
  • Seja o mais detalhado/a e claro possível com a descrição da sua experiência
  • Inclua alguns dos melhores projetos para mostrar as suas habilidades
  • Peça a clientes satisfeitos que deixem um bom feedback.

4. Crie uma estratégia de conteúdo

É difícil subestimar a importância do conteúdo quando se trata de estabelecer uma marca pessoal, porque é o seu principal canal de comunicação com potenciais clientes. Ao consumir o conteúdo que produz, as pessoas podem conhecer a sua personalidade, conhecimento, experiência e interesses.

Descrições pessoais
Pode ser o melhor consultor da sua cidade, mas escrever algo como “Ei, sou consultor” no seu site ou no seu perfil não o levará muito longe. Certifique-se de listar as suas qualificações, mas concentre-se no que o/a torna especialmente apelativo/a para os seus potenciais clientes.

Seja conciso/a e específico/a ao descrever itens do seu portfólio
Os clientes querem saber que tipo de projetos geriu e como os abordou para decidirem, se pode trabalhar com sucesso no deles. Para causar uma boa impressão, a descrição dos seus itens no portfólio deve ser, acima de tudo, clara e concisa.

Informe os seus potenciais clientes sobre os objetivos e requisitos do projeto, tudo de forma clara e concisa. Descrições longas e com muitos detalhes podem ser um pouco chatas para os leitores.

Aqui fica um exemplo de como pode estruturar a descrição em três partes dos itens do seu portfólio:

  • Problema: aqui descreve o desafio enfrentado pelo cliente
  • Solução: explique a estratégia que implementou para resolver o problema
  • Resultado: métricas quantificáveis e resultados do projeto (isto também pode incluir recursos visuais)

Invista em qualidade visual
Imagens visuais de boa qualidade, as suas fotos, infográficos, imagens do portfólio, vídeos e imagens do site, são obviamente importantes e podem ajudá-lo/a a tornar a sua marca pessoal memorável. No entanto, antes de continuar a criá-los, deve entender bem que tipo de estilo visual gostaria de usar.

  • Cada item do portfólio deve ser acompanhado por pelo menos várias imagens, capturas de ecrã ou gráficos de alta qualidade.
  • Logótipo – se deseja que a sua marca tenha um, certifique-se de torná-lo simples e que represente a sua personalidade. Veja aqui as melhores dicas de design de logótipo para 2020.
  • Use imagens nos seus artigos de blog para torná-los mais atraentes para os seus leitores. Os artigos com imagens recebem o dobro de partilhas que os que não têm.
  • As cores do seu site, cartões-de-visita e outros materiais de marca, no máximo só deve ter três cores. Veja este artigo sobre a psicologia da cor no branding.
  • A sua foto de perfil deve ser profissional e não uma simples selfie.

5. Seja genuíno/a e honesto/a

A melhor maneira de construir uma marca pessoal é ser autêntico/a, honesto/a e prometer apenas o que pode oferecer.

Não há duas pessoas a fazer o mesmo trabalho da mesma maneira, e muitas pessoas definitivamente sentem um ato falso a metros de distância.

É por isso, que deve tentar projetar e escrever tudo, sempre que possível, pois o seu estilo distinto de trabalho e comunicação é algo que o/a diferencia.

Comece a criar a sua marca pessoal

A economia está constantemente a crescer e o número de pessoas talentosas como você, com quem tem de competir aumenta a cada dia.

Mesmo as melhores habilidades do mundo não garantem um fluxo constante de projetos.

Portanto, ganhar algum reconhecimento para que o mundo saiba como é único/a e incrível é uma maneira de fazer isso acontecer.

É por isso que criar uma marca pessoal para se destacar da concorrência é cada vez mais importante.


A DesignPT Agência Digital ajuda a comunicar o melhor que a sua marca tem às pessoas, de forma inteligente.

Peça-nos um orçamento, contacte-nos agora, invista na sua imagem.

Artigos relacionados:
Como criar uma marca pessoal
8 Dicas para construir uma marca pessoal nas redes sociais

logotipo sauzza3 - Como Construir Marca Pessoal
Logótipo
Design logótipo profissional
a partir de €200

Gostou do artigo?

Receba conteúdo de marketing e ferramentas para aumentar as vendas e crescer a sua empresa.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment