Como ter uma boa presença digital na internet

Aqui vão 17 dicas para ter uma boa presença digital na internet.

1. SSL site seguro

A partir de Janeiro de 2017, o Google Chrome começou a mostrar avisos de websites que fazem captação de informação de cartões de crédito e passwords mas que não têm HTTPS.

Embora esta mudança não afeta um website B2B, mostra a tendência de grandes empresas como o Google e Facebook de quererem tornar a internet um sítio mais seguro.

Https ligação segura

Mas isto já começou em 2016, quando o Google começou a tomar nota do HTTPS como um sinal de fator de posicionamento nos motores de busca. Assim, ter um website com um certificado SSL é cada vez mais importante, e não há melhor altura que começar que agora.

Se é cliente da nossa agência, contacte-nos para saber mais sobre opções SSL para o seu site. Entretanto, veja este artigo que explica bem o que é o HTTPS.

2. Site compatível com dispositivos móveis

Nos últimos anos, ter um website “mobile-friendly”, ou seja, adaptado aos dispositivos móveis, tornou-se cada vez mais importante. Mas atualmente, é uma obrigação.

Se o seu website não está adaptado aos dispositivos móveis, está mais que na altura dum upgrade.

Pode verificar se o seu website proporciona uma boa experiência para utilizadores de smartphone e tablet ao usar o teste do Google de compatibilidade com móveis.

Website non-mobile e outro mobile-friendly

Pode tornar o seu website adaptado a dispositivos móveis de formas diferentes, listei-as aqui.

3. Produtos e serviços atualizados no seu negócio

Um website nunca está verdadeiramente terminado. Há um trabalho a fazer, contínuo.

À medida que o seu negócio evolui e cresce ao longo dos anos, o seu website deve crescer com este para representar genuinamente a história e benefícios da sua empresa.

É fácil deixar isto de lado quando está mais preocupado nas atividades de negócio do dia-a-dia, mas é importante pensar como é que o site podia/devia mudar quando faz ajustes à sua estratégia e aos seus produtos e serviços.

Erro 404 mobile

4. Blog ativo – pelo menos 2 artigos por mês

Conteúdo é um dos melhores investimentos que pode fazer a longo prazo para a saúde e sucesso da sua presença digital. O conteúdo é o combustível para o seu motor de marketing.

Sem criar conteúdo novo e de forma consistente, ou seja, ter uma rotina, será mais fácil desistir ou “deixar para outra vez”.

Artigos no blog do seu site são recursos que pode usar a seu favor e nos seus esforços de marketing, com a vantagem de que eles podem ajudar a obter mais tráfego orgânico quando é encontrado nos resultados de pesquisa dos motores de busca.

O conteúdo é rei (de espadas)

5. Links de alta qualidade de outros sites

Search Engine Optimization (SEO) tem sido uma componente importante do marketing digital durante anos, e fará seguramente parte das estratégias de marketing das empresas.

É importante perceber se o seu website está corretamente otimizado para as keywords (palavras-chave) relevantes para o seu negócio. Além disso, deve trabalhar no sentido de criar e ter links de outros sites de alta qualidade e autoridade.

Ícone SEO

Os motores de busca encaram estes links como um voto de confiança sobre a qualidade do seu website (é como alguém dizer que eu sou um bom consultor, mas não sou eu que o digo). Quanto mais links de qualidade tiver, mais provável será o seu site de ficar bem posicionado para as palavras-chave que interessam. Se isto parece confuso, saiba como funciona o SEO.

6. Escrever 1 guest post por mês

Obter links de qualidade é mais fácil ao escrever bom conteúdo noutros sites como escritor convidado.

Esta é uma tática comum e que agrega valor a ambas as partes. Ao escrever um artigo para outro website (de preferência na sua indústria) tem a vantagem de expor o seu conteúdo para um público-alvo que normalmente não iria alcançar.
Lápis e folha

Quando escrever um artigo para outros websites, este deve ser de alta qualidade. Imagine que quer criar um artigo ainda melhor do que se fosse para o seu próprio site.

7. Calls to Action vão para Landing Pages

As suas call to actions (chamadas para ação) devem levar o utilizador a tomar alguma ação que seja útil para ele e para si e o seu negócio, tais como ele subscrever-se (tornando-se uma lead) ou comprar algum produto ou serviço seu.

Estas call to action devem levar para uma landing page (página de destino).

Nem sempre tem de ser uma landing page, pode por exemplo ser uma oferta que abre num popup, como é o caso da imagem abaixo.

Exemplo de content upgrade

Se quiser um exemplo real, eis um template que preparei para si.

[thrive_leads id=’18409′]

8. Caminhos de conversão para diferentes etapas do funil

Pode parecer óbvio para si aquilo que você quer que as pessoas façam no seu website, mas pode não ser necessariamente óbvio para os utilizadores.

Funil clientes euro

Verifique se o seu website tem apelos à ação que levam para certos caminhos de conversão conforme as diferentes etapas do seu funil (ou funis). Saiba mais sobre funis de marketing.

9. Páginas do website vão ao encontro de objetivos

– O senhor poderia me dizer, por favor, qual o caminho que devo tomar para sair daqui?
– Isso depende muito de para onde você quer ir, respondeu o Gato.
– Não me importo muito para onde, disse Alice.
– Então não importa o caminho que você escolha, disse o Gato.

Lewis Carroll, Alice no País das Maravilhas

Alice e o gato Chestire

Ter um objetivo é importante, senão andamos à deriva. Isto é aquilo que quer que os seus visitantes façam (contacto, compra, registo) e que não se distraiam ou se percam. Cada página do seu site deve guiar ou convencer os visitantes a tomarem a ação desejada.

Isto não significa transformar todas as suas páginas em pitches promocionais, mas sim que elas devem descrever os benefícios dos seus produtos e serviços, mostrar a sua experiência na indústria, ou educar os prospetos porque eles precisam dos seus serviços. Livre-se das páginas que não interessam.

10. Usar eBooks e outras ofertas para captar leads

É normal os visitantes do seu website não se sentirem preparados para falarem consigo ou agendarem uma reunião ou marcação.

Nestes casos é bom oferecer um eBook educacional para aqueles que ainda estão à procura de soluções, porque é uma forma de ficar com os contactos da pessoa (como leads) e começar a “namorá-los” até se sentirem preparados para falarem consigo.

Capa para Guia Website Redesign 101

Pode ver alguns exemplos dos nossos eBooks aqui.

11. Mostrar subscrição para Newsletter

Uma boa opção para aqueles que não estão preparados para o contactarem diretamente é através da subscrição na sua newsletter de email.

O resultado da dica 10 é igual a esta, quando alguém se subscreve num formulário para obter um ebook ou para a newsletter, ficamos com a pessoa inscrita na nossa lista.

Mas neste caso é ligeiramente diferente porque não estamos a oferecer um ebook, mas sim a possibilidade da pessoa se juntar à newsletter, talvez por ter achado o conteúdo interessante.

Join newsletter (juntar-se a newsletter)

Por exemplo, na nossa agência, no final dos nossos artigos, temos uma nota para a pessoa se inscrever na nossa newsletter se gostou do artigo e se achou útil (pode fazer scroll e ver lá em baixo).

12. Campanhas de email para públicos específicos

O email marketing ainda é um dos melhores meios para chegar aos seus clientes e potenciais clientes e comunicar com eles.

Pode enviar uma newsletter geral a nível semanal, ou pelo menos, mensal. Para além da newsletter, pode enviar emails para segmentos específicos da sua audiência.

Por exemplo, pode enviar emails para potenciais clientes que “esfriaram”, incentivando-os a contactarem-no ou a sua equipa comercial. Ou talvez um email para clientes que não compraram nada de si nos últimos meses, ou que se tenham subscrito no seu serviço mas não o estejam a ajudar.

Personalização no email

Chegar às pessoas de forma personalizada aumenta a tendência de que estas pessoas lhe queiram responder e interagir consigo. A partir daí, pode levar a conversa para ir ao encontro duma venda soft.

13. AdWords e Facebook para gerar mais tráfego e leads

Se quer tráfego e leads no seu website, o AdWords é uma das formas mais rápidas de conseguir isto.

Com a plataforma de anúncios pagos da Google, pode colocar o seu negócio no topo das pesquisas pagas quando os seus potenciais clientes querem ajuda.

Criar uma campanha AdWords de sucesso não é feito da noite para o dia. É um processo contínuo que envolve analisar dados e fazer ajustamentos que fazem toda a diferença no orçamento gasto.

Temos também o Facebook, que pode experimentar no seu negócio para captar leads e tem uma plataforma de anúncios.

[bctt tweet=”As pessoas não vão ao Facebook para tomarem decisões. Elas vão ao Facebook para evitarem decisões.”]

Há duas diferenças principais entre as duas: no Google Adwords estamos a satisfazer procura e no Facebook Ads estamos a criar procura. As pessoas não vão ao Facebook para tomarem decisões. Elas vão ao Facebook para evitarem decisões.

Quando feita corretamente, ambos podem ser uma fonte consistente de novas leads. Se isto parece muito trabalho, contacte a nossa agência para os nossos serviços mensais ou faça tudo por si mesmo ao ler os artigos Guia de iniciados para escrever anúncios Facebook e 5 dicas de anúncios Adwords que funcionam

[thrive_leads id=’18409′]

14. Campanhas de Retargeting

O retargeting, por vezes também chamado de remarketing, é uma boa forma de conseguir captar mais leads.

O Retargeting do AdWords (e outras plataformas semelhantes) permite-lhe mostrar anúncios a pessoas que previamente visitaram o seu website enquanto navegavam por outros sites. Se alguma vez viu um produto na Amazon e depois viu anúncios para esse produto noutro website, então você “levou” com retargeting.

Remarketing / Retargeting explicação

A maioria dos seus visitantes que vai ao seu site não se convertem em leads na sua primeira visita. Mas com o retargeting tem uma segunda hipótese de os levar de volta para o seu site e convertê-los, ficando assim top-of-mind na cabeça das pessoas enquanto elas navegam pela internet.

O Retargeting do Facebook é semelhante, com a diferença de que os anúncios são mostrados apenas dentro do Facebook.

O que é o retargeting para e-commerce

15. Medição tráfego, posicionamento palavras-chave e leads

Saber o desempenho do seu website é importante para perceber se a sua estratégia de marketing está a funcionar.

Analisar dados pode ser chato mas permite saber que táticas promocionais estão a ter maior impacto no que toca a trazer novas leads para o seu negócio.

Dashboard com estatísticas em perspetiva

Pode usar a sua plataforma de analítica favorita, como o Google Analytics, para analisar o seu tráfego, ou seja, o que os seus visitantes vêem e fazem no seu site.

Analise também as palavras-chave e o posicionamento pago e orgânico para as suas palavras mais relevantes para a sua atividade, e acompanhe também as suas leads, aqueles visitantes que se tornaram em leads ao se registarem em algum tipo de formulário.

Pode complementar toda esta informação com a sua plataforma de CRM se tiver.

16. Call tracking para medir contactos de campanhas digitais

Opcional, mas pode investir num sistema de acompanhamento de chamadas. Isto é útil para campanhas de anúncios.

Imagine que está a fazer uma campanha AdWords. Alguém clica no seu anúncio e chega ao seu site, mas em vez de submeter um formulário de contacto, agarram no telefone e contactam-no.

Não há normalmente uma forma de saber se aquele telefone é devido ao AdWords ou outra campanha de marketing. Mas com acompanhamento de chamadas, pode ligar as suas linhas de telefone com as fontes de tráfego online, o que lhe dá informação concreta sobre o desempenho das suas campanhas de anúncios.

O Google tem esta funcionalidade, mas infelizmente Portugal não está suportado na lista de países. Terá de usar um serviço de terceiros.

Call tracking Adwords

17. Planeamento e execução duma estratégia

Uma boa estratégia de marketing envolve esforço e compromisso aplicado em vários canais e táticas promocionais.

Crie um plano realista para os objetivos que quer alcançar e desenhe a sua estratégia com todas as táticas de marketing em que quer investir. Pode fazer isso por si mesmo, com a sua equipa de marketing ou pedir ajuda à nossa agência.

4 pessoas numa mesa

[thrive_leads id=’18409′]

Gostou do artigo?

Receba conteúdo de marketing e ferramentas para aumentar as vendas e crescer a sua empresa.


Notice: presscore_display_share_buttons_for_post foi chamada incorrectamente. Function is deprecated, use the7_display_post_share_buttons instead. Por favor veja Depuração no WordPress para mais informações. (Esta mensagem foi adicionada na versão 7.8.0.) in /home/joaoxgaz/public_html/wp-includes/functions.php on line 4778

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment