Rebranding: Sinais de que esta na altura de fazer

Já teve a sensação de que as suas roupas antes confortáveis e na moda, já estão um pouco desatualizadas? Olhou para o espelho e pensou que talvez pudesse fazer uma mudança de estilo?

Com as marcas não é diferente. Quer uma marca tenha crescido demais ou se tornou desatualizada, toda a marca terá que se redefinir em alguma altura.

O valor do rebranding tem de ser visto como um investimento de longo prazo. Pode destacar os seus esforços de marketing com relevância e vigor, diferenciar-se da concorrência, permitir que alcance novos públicos, atrair os melhores talentos do setor, e até cobrar mais por os seus produtos ou serviços.

Pode ser difícil saber se a sua marca precisa de um rebranding. Muitas vezes, os sinais perdem-se na agitação do dia-a-dia. E mesmo quando o percebe, a decisão de embarcar numa iniciativa de rebranding raramente é fácil. Como saber quando finalmente é a hora de tomar essa decisão?

Eis 12 sinais de que a sua marca provavelmente está pronta para uma atualização.

1. O seu nome não reflete mais a visão da sua marca

Acontece, o que parecia ser um ótimo nome à 20 anos atrás, agora não representa mais o que a sua marca é. Às vezes, mudanças no contexto cultural podem mudar o significado do nome de uma marca. Seja qual for o motivo, não deve deixar o nome da sua marca atrapalhar a própria marca.

2. Tem vergonha de dar o seu cartão-de-visita ou endereço do seu site

Nós vemos muito isto, acredite não acontece só consigo, muitos dos nossos clientes já sentiram o mesmo. Se, se encolher um pouco quando agarra no seu cartão-de-visita ou se acha que precisa de um site novo, provavelmente é a altura certa para fazer um rebranding.

Desatualizado, obsoleto, chato, sem originalidade, se a sua identidade corporativa ou presença online se enquadrar num ou mais destes pontos, dirija-se a uma agência, ou contacte-nos a nós 🙂

3. Não se destaca da concorrência

No final das contas, a marca tem tudo a ver com diferenciação competitiva. Se sente, que a sua marca está perdida num mar de mesmice, no mercado, por que não agitar um pouco o barco?

O reposicionamento e a capitalização das suas propostas de valor, podem tornar a sua marca exponencialmente mais visível para os consumidores que procuram soluções exclusivas.

4. A sua marca tornou-se muito complicada

As suas mensagens e design são dispersos ou confusos? A sua empresa tornou-se uma miscelânea de ofertas, sem uma narrativa unificadora da marca?

Se as suas mensagens estão a fazer com que seu público se esvaia, talvez seja hora de dar um passo atrás, para simplificar e focar-se. Quando se trata de branding, maior complexidade significa menor coesão. Um rebranding é a melhor maneira de solucionar esse problema.

5. O seu modelo ou estratégia de negócios mudou

Às vezes, os objetivos estratégicos, nos quais uma empresa é fundada, não são os mesmos objetivos oito anos depois. Quer sejam oportunidades imprevistas do mercado ou mudanças na tecnologia, os modelos de negócios mudam.

E, quando a sua empresa muda, a sua marca, também muda. A maneira como a sua empresa é percebida por quem ela serve (ou seja, a sua marca), deve sempre se alinhar à maneira como opera nos bastidores.

6. Superou a sua marca

Um dos problemas mais felizes de se ter, quando se trata de mudanças nos negócios, é o do crescimento. Se superou a sua marca atual ou precisa contabilizar ganhos repentinos e inesperados, considere definitivamente um rebranding à sua marca. Para competir num outro nível, com marcas de nível superior, geralmente é necessário deixar a sua marca antiga para trás.

7. Está a passar por uma fusão ou aquisição

Fusões e aquisições, sempre devem ser encaradas como uma oportunidade de mudança de marca. É fundamental, observar como a marca adquirida se encaixa na arquitetura da marca, da empresa-mãe.

Com demasiada frequência, as marcas deixam de pensar nisto. O resultado, é que ambas as marcas sofrem devido à confusão resultante da falta de alinhamento da marca.

8. Mudou ou expandiu além da sua geografia original

As empresas regionais são frequentemente confrontadas com a realidade de um rebranding, se esperam expandir (ou mudar de posição) a sua presença geográfica.

Na maioria das vezes, essas alterações implicam uma mudança de nome. Às vezes, no entanto, um nome regional pode simplesmente ser reposicionado para relevância nacional ou internacional. Pense em marcas como Claus Porto e Maçã de Alcobaça.

9. Precisa dissociar a sua marca de uma imagem negativa

Atualmente, não é preciso muito para que uma palavra ou conceito tenha conotações negativas. Graças às redes sociais, os erros políticos e os erros nos negócios podem se espalhar como fogo, transformando uma marca que antes era inócua, em uma verdadeira desgraça. O rebranding, é frequentemente, o remédio mais simples e eficaz nessas situações.

10. Está a ter dificuldade em aumentar os seus preços

Se o preço de mercado dos seus produtos ou serviços parecer irremediavelmente fixo, apesar dos custos crescentes dos materiais, pode haver algo que possa fazer sobre isto.

As marcas acabam por se resumir à perceção dos clientes, o valor das suas ofertas está enraizado na mente daqueles a quem serve. Ao mudar a marca, pode reformular a maneira como os seus clientes o percebem, e aumentar o preço dos seus serviços.

11. Está a tentar conectar-se com um novo público

Hoje são millennials, amanhã será a geração pós-millennials. Por mais tolo que seja o apelido, sempre há outra geração atrás de quem está a gastar dinheiro atualmente no mercado.

Uma nova marca permite que se redefina com o objetivo de atingir esses públicos novos e inexplorados. Ficar no topo das mudanças demográficas é uma boa estratégia. A última coisa que um jovem esclarecido quer, é associar-se às marcas difíceis da geração dos seus pais.

12. Não está a atrair os melhores talentos

O melhor talento quer trabalhar com as melhores marcas. Se está a ter problemas para recrutar os funcionários necessário para o avanço dos seus negócios, pode ser porque a sua marca está associada a padrões baixos na indústria.

Uma nova marca permite que se redefina, não apenas para os seus clientes, mas, também para os seus funcionários atuais e futuros.

Conclusão

Os sinais de que é hora de mudar a marca podem estar em qualquer lugar. Muitas vezes, o primeiro sinal é, estar a perguntar-se se será necessária uma nova marca.

O que quer que eventualmente o/a leve a tomar essa decisão, pode ter a certeza de que está a tomar a decisão certa. Com a quantidade de benefícios mensuráveis que acompanham o rebranding, é provável que o investimento seja recompensado, muitas vezes.


A DesignPT Agência Digital ajuda a comunicar o melhor que a sua marca tem às pessoas, de forma inteligente.

Peça-nos um orçamento, contacte-nos agora, invista na sua imagem.

Artigos relacionados:
5 Sinais de que precisa fazer Rebranding
Os 3 maiores riscos de fazer rebranding
6 Formas de fazer rebranding, sem fugir ao orçamento
Como uma boa agência ajuda no seu rebranding

Logótipo
Design logótipo profissional
a partir de €200

Gostou do artigo?

Receba conteúdo de marketing e ferramentas para aumentar as vendas e crescer a sua empresa.


Notice: presscore_display_share_buttons_for_post foi chamada incorrectamente. Function is deprecated, use the7_display_post_share_buttons instead. Por favor veja Depuração no WordPress para mais informações. (Esta mensagem foi adicionada na versão 7.8.0.) in /home/joaoxgaz/public_html/wp-includes/functions.php on line 4986

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment